Booger Network

Sobre a Rede

Booger Network é uma compilação de blogs dispostos em diversas categorias. Estamos em fase de expansão e em breve teremos mais blogs e diferentes categorias.

Anuncie

Integer erat orci, congue sed feugiat eu, pharetra in tellus. Nulla vel est et mi fermentum ullamcorper at a justo. Fusce scelerisque nisi vehicula mauris placerat quis accumsan dolor adipiscing. Donec tempus, nibh ut volutpat fermentum, mauris sem imperdiet ante, at dignissim magna tortor in dui. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit.

Contato

Blogueiros

Praesent ac elit metus. Ut sed sem nec lorem fringilla molestie a vel risus. Phasellus a commodo felis. Praesent at libero velit.

Leitores

Donec facilisis, sapien ut elementum faucibus, justo urna dignissim sapien, vel elementum lorem est euismod nisi.

Anunciantes

Fusce vitae nunc mi, quis faucibus orci. Nam id lorem justo. In arcu lectus, commodo eget pharetra sed, rutrum quis sapien.

Arquivo | novembro de 2007

Problemas no trabalho?

por em 18/11/2007 às 8:48

O seu chefe é um desgraçado? Você tá trabalhando mais que estagiário em segunda-feira? Você é um estagiário? Você acha que você tem o pior trabalho do mundo?

Uma lição a ser aprendida: Nada é tão ruim, que não exista alguém, em algum canto do mundo, que esteja pior.

Veja uma coletânea de trabalhos difíceis, clique para ampliá-las:

Uniciclos são sempre divertidos.

Bom, ninguém mandou ele ir trabalhar de echarpe.

Como não tem uma platéia ai? Os negócios iriam decolar!

Esses óculos também sempre são divertidos.

Quem passou cera no chão, é simplesmente cruel.

Ah, esse nem é tão perigoso.

Esse é o mais perigoso. *-*

Talvez amanhã você vá para o seu trabalho um pouco mais feliz.

MacGyver?! Nããão!

por em 17/11/2007 às 21:48

A saga de Michael, o nerd, continua.

Estava Michael no seu computador quando, lá pelas duas horas da manhã, escuta alguém tentando entrar na sua casa. Como o seu computador fica logo ao lado da janela, ele pegou o seu Sabre de Luz de alumínio e PVC, e foi atrás do bandido.

Assim como um Jedi muito experiente, Michael foi se esgueirando pelas paredes até chegar perto do meliante, que remexia em uma sacola. Michael apertão o botão “On” no seu Sabre de Luz, o que fez o instrumento reluzir no frio da noite. Em um pulo desajeitado e uma estocada precisa, acertou a cabeça do ladrão. Pancada que derrubou os dois e quebrou Sabre de Michael. E, aparentemente, a cabeça do ladrão também.

O bandido estava ali no chão, deitado, inconsciente e com uma poça de sangue ao seu redor. Então Michael resolve ligar para polícia. Mas não antes de usar todo seu conhecimento forense que ele adquiriu depois de assistir todas temporadas de CSI. Tirou fotos e fez um extenso relatório para os senhores da lei.

Quando os policiais chegaram, logo foram averiguar o que o ladrão tinha em sua sacola. Lá encontraram:

8 rolos de fita adesiva (fechados), Lanterna (sem pilhas), Caixa de fósforos (com 3 fósforos dentro), Fita métrica, 2 palitos de picolé, um pacote de chiclete mascado e um fechado, e um manual de instruções do “Banco Imobiliário“.

Logo após listarem os pertences do individuo, os dois policiais e Michael chegaram a mesma conclusão:

O nerd matara McGyver.”

Jogo rápido.

por em 17/11/2007 às 18:52

Eu não sei por que as pessoas tema mania de conceituar tudo. Se algo é simples, logo vem alguém querendo aprodundar o assunto, ou achando um visão mais ampla, mais concreta. Nunca uma coisa pode ser só uma coisa. A coisa deve importar para o mundo, a coisa deve ter sentido, deve ser útil.

Uma coisa pode ser só uma coisa. Simples e inutil.

Mas as vezes ela não é. Mas eu não sei distinguir os dois casos. Exemplifico.

Clique para jogar.

Em jogo rápido você tem duas opções: Ganhar ou Perder. Simples assim. Olhando rapidamente, você pensa: “Putz! Só isso? Que jogo estupido!”. E ai entra a mania da conceitização (existo isso?), o jogo não pode ser simplesmente estupido, ele deve ter um sentido. Seria um viral? Teria nele uma lição a ser aprendida? Ou seria um jogo complexo só para nos confundir?

Pessoalmente, considero que seja só um jogo estupido mesmo. Conceitizem.

E o pior é que eu só perco nesse jogo…

Bulimia

por em 17/11/2007 às 15:16

Muito se fala sobre a bulimia, que nada mais é do que a preocupação em excesso com a estética e a vontade de ficar cada vez mais magro. Já pode ser tratada até mesmo como uma doença, já que se for mantida por um tempo considerável pode causar outras complicações e até mesmo a morte.

Um assunto muito sério, que requer toda nossa reflexão para encontrarmos uma saída para esse problema. E o que o Capinaremos, e o Explosm, fazem com assuntos sérios? Piadas!

Veja a estampa que os caras do Explosm fizeram para colocar nas suas camisetas:

Se você não tem medo de ser esculachado na rua, compre uma!

Obviamente que houveram reações contrárias ao sempre ácido humor da galera. O que rendeu uma tirinha. Ou melhor dizendo, sal na ferida:

Clique para ver melhor.

Fiquei sabendo que devido ao nível dos posts do Capinaremos, algumas pessoas vem tendo problemas similares aos bulímicos. Pedimos desculpas.

Desmotivacionais de Sábado

por em 17/11/2007 às 11:45

Três Placas Motivacionais saindo do forno, ou do Photoshop, no caso:

“Heil Cookies!”

Hoje em dia as crianças sabem se defender muito bem.

Sorte pra cachorro.

Bom final de semana. ;D

Piadas Aleatórias

por em 17/11/2007 às 8:51

Mais três imagens que sozinhas não são nada, mas juntas já são alguma coisa. Não muito, mas alguma coisa.

“E com um pouquinho de sangue aqui e ali…”

Vocês não os vê, mas eles tem tempo até para descutir o clima ameno que faz lá fora.

=~

Todas imagens aqui postadas são visualizadas melhor se forem clicadas. Não sei até quando eu vou ter que escrever isso. Se você ver que não dá pra entender ou ler o que tá escrito nos quadrinhos, provavelmente é por que dá pra amplia-lo. Caso não dê pra ampliar e nem pra entender pequeno, é por que é um post do Marcos.

Obrigado.

Freddy na porta

por em 16/11/2007 às 22:23

A saga de um mestre do terror num diálogo com um nerd.

Era uma sexta-feira a noite. Michael estava sozinho em casa, no seu computador, como sempre, quando ouviu a campainha. Irritado, levantou-se e foi atender a porta.

Michael: – “Quem é?”
Visitante: – “Abra a porta!”
Michael: – “Fala quem é, pô!”
Visitante: – “Abra logo!”

Relutante, Michael abre a porta. Era Freddy Krueger, o senhor dos pesadelos. Ou pelo menos alguém muito parecido com ele.

Michael: - “Ih meu, legal tua fantasia! Realista pra caralho, como tu fez essas cicatrizes ai ein?”
Freddy: – “O que?! Eu não estou fantasiado, seu insolente!”
Michael: – “Haha cara, tu tá no personagem mesmo. Mas fala ai, o que tu quer? Não pode ser doces, por que o Halloween já passou faz tempo…”
Freddy: – “Eu não quer…”
Michael: – “Além do mais, tu não tá velho demais pra ficar batendo na porta pedindo doces?”
Freddy: – “Eu não quero doces!”
Michael: – “Ah, já sei! Tu é um daqueles caras do Zumbi Walk né? Muito massa, teve aqui na cidade esses dias. Tu acredita que eu chamei um cara de Dragon Slayer e ele tava vestido de Hell Knight? Nossa, fiquei muito envergonhado!”
Freedy: – “Zumbi o que?”
Michael: – “Ih, essas roupas rasgadas… Tu é um mendigo? Putz cara, eu não tenho nada pra te dar aqui. Minha mãe viajou e eu fiquei só com Nissin Miojo. Mas se quiser eu te dou um pacote…”
Freddy: – “Escuta! Eu não sou mendigo, nem zumbi, nem alguém fantasiado!”
Michael: – “Saquei, saquei! É algum viral de alguma empresa não é? Marketing Guerrilha é demais! De que empresa tu é? Pera, não diz… Essa roupa vermelha… É viral da Coca?!”
Freddy: – “Argh! Eu não sou nada disso, moleque!”
Michael: - “Hmm, o que tu é então?”
Freddy: - “Eu sou o teu pior pesadelo!”
Michael: – “Vixe cara, falando em pesadelo, o meu pior foi na semana passada. Ou um dos piores, pelo menos. Eu tava aqui em casa né? E dai de repente a luz acabou. Tá, ai o meu No Break ligou, mas mesmo assim, eu fiquei sem internet. Ai eu desliguei né? Fiquei, tipo, duas horas sem luz. Imagina meu desespero cara, duas horas sem nada pra fazer! Ai quando voltou a luz eu fui correndo pro PC, mas ai a internet não funcionava. Fiquei mais uma hora mexendo no PC e nada. Ai eu liguei pro pessoal da operadora e me disseram que uma torre caiu na minha cidade, e cara, só ia voltar a internet daqui a três dias! Três dias! Quando eu ouvi isso eu acordei gritando, todo suado. Nossa que alívio que tinha sido só um sonho…”
Freddy: – “Terminou?”
Michael: – “Aham… O que tu tava falando mesmo?”
Freddy: – “Deixa pra lá…”
Michael: – “Ah, deixei um miojo no fogo, vou ter que ir cara. Falou.”
Freddy: – “É… Falou…”