LOL Risos

Fakes Pré Photoshop

Um fake é uma montagem, ou não, de algo polêmico ou escandaloso. Geralmente vem auxíliado com recursos gráficos, como fotos ou vídeos. Hoje em dia, devido ao uso do Photoshop, surgem várias imagens modificadas, e às vezes só especialistas conseguem destinguir o que é original e o que é falso.

Vou postar uma seleção de fotos que engaram muita gente no passado. Na era onde ainda não existia o Photoshop. Lá vão:

Serpente do Mar:
Encontrada na praia de Ballard, Washington, em 1906. Era só um tronco de árvore, mas enganou muita gente na época.

Como eram burrinhos em 1906…

Homem-Gorila Venezuelano:
O geologista suiço François de Loys dizia ter encontrado e matado em “meio-homem, meio-macaco” na Venezuela, em 1920.

Que bunitinho.

“Silent City”:
Feita em 1885, seu fotógrafo alegou estar tirando fotos de uma geleira no Alaska, quando fotgrafou uma região com névoa. Após revelar a foto ele percebeu que havia uma cidade escondida na névoa, que ele chamou de “Silent City” (será que Silent Hill é uma homenagem?). Além de vender milhares de cópias da foto, excursões foram montadas para procurar a cidade. Na verdade a foto é a cidade de Bristol, na Inglaterra, em uma superposição.

Cidade fantasma.

Monstro do Lago Ness:
Essa é clássica. Foto feita por um médico britânico em 1934, espalhou-se pelo mundo. É provavelmente a mais famosa foto-falsa do mundo. Apenas em 1994 descobriu-se a farsa. O “monstro” é um brinquedo submarino com cabeça de serpente.

Ah, jura? Pensava que era um dinossauro.

Pé-Grande:
Parte da filmagem feita pela dupla Patterson/Gimlin na Califórnia em 1967, mostra o que seria feita uma fêmea pé-grande caminhando próximo a um rio. Dizem que quem “fez” a criatura seria John Chambers, que trabalhou na criação dos macacos do filme Planeta dos Macacos (também de 1967).

Se essa belezura é a fêmea, imagina o macho.

Hitler Bebê (foto da esquerda):
Publicada em 1930, dizia-se que era uma foto de Adolph Hitler ainda bebê. Em 1937 uma dona de casa a reconheceu como sendo uma foto adulterada de seu filho (a direita).

Tem uma carinha de ditador mesmo.

Morte no Ar:
Fotografada durante a primeira grande guerra e publicada em 1933, a farsa só foi descoberta em 1984. O avião é apenas um modelo de brinquedo em um fundo de céu.

E alguém que gostava de brincar de bonequinhos.

The Brown Lady of Raynham:
Fotos de fantasmas são bastante comuns, mas essa é considerada clássica, provavelmente a primeira a ser feita. É chamada “The Brown Lady of Raynham” e representaria Lady Townshend, que teria morrido nas mãos do próprio marido. Acredita-se que é a superposição de duas fotos.

Ou poeira na lente da câmera.
Por hoje é só, pessoal. =)
Comentários

Populares

Topo