Capinaremos FC

Capinaremos FC – Especial (DESCUBRA)

IMG-20160103-WA0035

Saaaalve, saalve, garela!

 

Abre o calendário do seu PC. Ali mesmo, junto com a hora, clica nele. Viu que dia é hoje? Sim, é segunda! Mas não reparou mais nada? Eu sei, eu sei, é dia do melhor resumo semanal da Série B do Capina (aliás, tô em dívida com isso, tô sabendo), é dia de rodada do Brasileirão, é dia de Monday Night Football da NFL, é o dia de choro da semana porque afinal é segunda… Mas mais nada? Nada mesmo?

Se você foi esperto o suficiente pra olhar o permalink do post, já sabe o que é! E se não tinha reparado, provavelmente foi lá agora pra descobrir (mesmo que em mais 6 palavras você iria descobrir). É Halloween, moçada! E, claro, a melhor coluna de futebol do Capina não poderia deixar a data passar em branco! Falando nisso, você já viu os especiais de Halloween das outras colunas? Já viu do Animaremos? Já viu do Meu Aumigo Cão? Viu os especiais do mês de outubro do CapinaGames? Acompanhou os posts diários do Capina, que dentre outras coisas (maravilhosas), teve uns relacionados ao Dia das Bruxas? Sim? Boa, garoto, aí sim!

Bom, já que estamos aqui, vamos dar uma conferida no que tem pra hoje! Pra entrar no clima, bota a musiquinha pra tocar aqui embaixo e siga la pelota!

 

Agora que você já tá com a música de Lavender Town (quer saber porque essa música tem tudo a ver com esse clima?) na cabeça e pra aproveitar o clima meio assombrado, meio bizarro, meio sobrenatural da data, 3 lances do nosso esporte mais querido foram selecionados pra mostrar que esse ar de esquisitice também passa pelos gramados, não só da nossa terrinha mas como do mundo inteiro!

 

 3. RENÉ HIGUITA

Não tinha a menor condição de fazer um post especial de lances sobrenaturais sem falar desse ícone do folclore do futebol mundial. Vamos recapitular. 7 de setembro de 1995, Londres, Inglaterra, estádio Wembley. A seleção anfitriã recebe a seleção da Colômbia para um amistoso, e nosso herói aparece como goleiro do esquadrão sulamericano. É só amistoso, né? Tanto faz o resultado, né? Não para nosso mito.

Aqui não, campeão. Aqui não.

Pra ser bem sincero, esse lance me assombra desde que eu era pequeno. O que ocorre na jogada é completamente incompreensível. Primeiro, o jogador inglês decide dar um chute/cruzamento – que aliás saiu todo errado – do meio da intermediária, sendo que em qualquer jogo normal seria praticamente um recuo para o goleiro. Mas, claro, esse não era um jogo normal. Higuita decide apertar o botão do FODA-SE e dar um salto digno de olimpíadas (fica a dica aí, confederação de ginástica artística, pode validar um movimento baseado nessa defesa!), só dando 2 possibilidades pro resultado da jogada: ou vira um frango absurdo, irresponsável e incrível que provavelmente lhe custaria a vaga na seleção (aliás, a vida do goleirão foi bem conturbada, a página da Wiki dá um bom relato), ou viraria uma defesa HIS-TÓ-RI-CA que deixaria ele pra sempre marcado na história do futebol. O resultado a gente sabe.

2. PETER SCHMEICHEL

Algum torcedor que tenha visto um pouco mais de verões e acompanha de mais longa data o futebol da terra da Rainha sabe que, graças a ele, os anos 1990 do Manchester United foram bem mais felizes do que as últimas temporadas. O ponto alto da carreira dele no ManU foi, felizmente, o título da Champions League 1998/99, e só não acabou melhor, com o título que viria do Mundial sobre o Palmeiras, porque ele saiu do clube logo após o título europeu. Só que, no caso do Schmeichel, não dá pra separar um lance em específico e colocar uma gif. Sugiro que você pause a música de Lavender Town (como assim não tá ouvindo ela em repeat?) e veja o vídeo abaixo.

 

Eu não preciso de comentários pós-vídeo. Esse é completamente auto-explicativo.

 

1. CÁSSIO

Rio de Janeiro, 2001. O Flamengo vinha de dois títulos do Estadual (99 e 2000) e queria mais um tri pra por na conta. Claramente nenhum dos outros três rivais estava satisfeito com a situação, o Vasco principalmente, já que foi vice-campeão nos dois anos anteriores. E ainda tinha o detalhe do Vasco ter sido campeão do Brasileiro de 2000 (sim, aquela Copa João Havelange, com aqueles problemas históricos e tudo e tal). Bom, até aí, promessa de um ótimo campeonato estadual, né? Daí a final da Taça Guanabara (primeiro turno do campeonato), pra dar mais charme ainda, é um Fla-Flu, que termina empatado em 1×1. E claro, pra causar uma série de infarto nos torcedores, a disputa vai para os pênaltis. 4ª penalidade a ser cobrada pelo Rubro-Negro, série marcando 3×2 para o Flamengo, eis que isso acontece.

E o Cássio ficou pra sempre marcado como o “lateral do gol espírita”.

Não vou dizer que esse foi um gol decisivo, que sem ele o Flamengo não levantaria o título da Taça Guanabara, mas com ele a série de pênaltis foi para 4×2, o Fluminense, no mínimo, deixou de ganhar confiança pela inicial defesa e o Flamengo acabou no sentido inverso, ganhando moral e rumando para o título da taça. E pior, que na sequência, o Flamengo ainda se sagraria campeão do Carioca de 2001, levando mais um Tri e de quebra em cima do Vasco (contabilizando nesses 3 anos 3 vices), com aquele gol imortal do Petkovic de falta aos 43′ do segundo tempo. Talvez o Carioca todo daquele ano merecia uma posição aqui na lista, mas acho que isso já é suficiente.

Acabou? NÃO! E pra fechar a história, sabe quem era o técnico do Flamengo na época?

Sim. O Velho Lobo, Zagallo. E não tem ninguém mais sobrenatural no futebol do que ele.

X. HORS CONCOURS

A lista era sim pra ter terminado na história de 2001, mas esse ano aconteceu algo que precisava ficar registrado, é digno de ser lenda brasileira. E claro, como história boa de verdade nunca vem do topo, essa vem da nossa gloriosa Série C. Depois de definidos os 4 times que subiriam de patamar e definidas as semi-finais do certame, dois jogos acabaram entrando para a história. De um lado, o ABC de Natal. Do outro, Guarani de Campinas. Primeiro jogo, no Nordeste, a equipe alvinegra desceu-lhe o sarrafo e passou um trator de placa 4×0 no Bugre campineiro. E daí a vaga na final tava praticamente assegurada, né? Bom, assiste o jogo inteiro aqui embaixo (e essa é só a primeira parte, a segunda tá nos vídeos relacionados).

É esse o futebol que o Brasil precisa, é esse o futebol que o Brasil merece!

Fumagalli (3), Leandro Amaro, Alex Santana e Pipico. O Guarani virou o jogo. Fumagalli entrou mais uma vez pra história, dessa vez pelo alviverde campineiro. 6×0 e o Guarani se classificou. Futebol brasileiro respira e produz mais uma história mitológica.

 

 

 

E o especial de hoje tá ficando por aqui! Se bem que, no ritmo que eu o Tripode estamos, todo post parece especial de alguma coisa.

Mas peraí, você sente que pode ajudar a diminuir o espaço entre os posts dessa coluna maravilhosa, quer contribuir com a causa falando de futebol e ainda conhecer uma galerinha do barulho? Sua hora é essa, A CAPINAREMOS FC QUER VOCÊ! ISSO MESMO! Mais informações lá no grupo do Facebook, nesse post aqui!

 

Valeu, garela, até a próxima!

Comentários

Populares

Topo