Pouparemos

aPoupadinha: E essas mudanças do FGTS e nas formas de pagamento?

Aeeeehoooo to ricooo

Faaala pessoas! Em menos de uma semana saíram duas notícias bem próprias pra quem está começando a poupar e que pode se perguntar: o que eu tenho a ver com isso? Se você está caminhando para o maravilhoso mundo de Bob das finanças organizadinhas, você tem tudo a ver com isso. Então como pelo jeito ainda vão acontecer algumas mudanças meio de surpresa na economia tupiniquim, vou apresentando o “drops” do Pouparemos: aPoupadinha (trocadilhos liberados). Que vão ser textos rápidos e curtinhos pra explicar que nada é tão complicado quanto parece ou só pra dar aquela referencia básica de pesquisa pro pessoal.

Sobre o saque do FGTS de contas inativas: entendam como quiser, mas essa é uma publicação apartidária (e a coluna inteira será assim, afinal, adaptação e mudança fazem parte da vida do poupador) e em momento algum estarei entrando no mérito de que tio Temer é melhor ou pior que tios e tias anteriores, mas essa medida é uma excelente noticia pra quem poupa! Hoje em dia o FGTS rende 3% ao ano mais a taxa referencial, ou seja, nada. A inflação do ano passado fechou próxima dos 9%, ou seja (de novo), você perdeu, basicamente, 6% do seu dinheiro do FGTS que nunca serão retornados devido a inflação que cresceu muito no ano passado. Mesmo que esse ano a inflação apresente uma diminuição (tudo se encaminha para isso), continuará passando dos míseros 3% de rendimento do FGTS. Mas eis que sai essa medida maravilhosa que vai nos permitir sacar aquele suado dinheiro que foi pro governo todo mês do nosso salário e com ele você vai poder comprar um carro novo! CLARO QUE NÃO! Não faça uma besteira dessas! Não troque de celular, não compre presente pras crianças e não gaste com qualquer coisa desnecessária! Sugestão: quite uma dívida que está vencendo e está lhe preocupando (empréstimos, cheques especiais, etc.) pois os juros são altos e em seguida reponha esse dinheiro para uma aplicação de renda fixa e se comprometa a fazer isso todo mês. Se não tiver divida, simplesmente invista esse dinheiro numa renda fixa (não poupança) que você terá um rendimento maior que a poupança e a inflação em todos os casos (mais adiante aqui no Pouparemos, posts sobre como investir em renda fixa). Caso você tenha um financiamento de imóvel pela Caixa que utiliza o FGTS, também não é recomendado sacar o dito. O FGTS era uma boa ideia executada de maneira bem idiota: um dinheiro pro futuro que você não vê agora e guardava todo mês. A cagada: ia parar nas mãos de políticos e das famílias deles em alguns casos. Use esse dinheiro para o futuro mas sob seu controle. Informações e datas de saques estão para sair até fevereiro de 2017, fiquem atentos ao Pouparemos que mais próximo da data falamos de novo desse assunto 😉

Sobre o pagamento à vista com valores diferenciados: foi exatamente o que eu disse no post anterior aqui do Pouparemos, que se você pagar no dinheiro, existe uma série de vantagens pro vendedor pois não estará pagando a companhia de cartão de crédito e mais todo aquele pessoal que falei. Essa medida da aplicação de valores diferenciados pra quem paga à vista, no dinheiro, parcelado, no cartão, se for bem utilizada e não for mais um “jeitinho” de lucrar encima do comprador, os vendedores já vão poder anunciar as vantagens de pagar no dinheiro pelo valor poder ser menor e não precisar nem daquela choradinha esperta. Se for feito utilizado o “jeitinho”, os preços simplesmente vão aumentar porque foda-se o cliente, o que importa é o dinheiro. Se fosse eu o vendedor, utilizaria disso como marketing, divulgando que os preços baixaram, pra vender mais e não uma oportunidade de me queimar e aumentar todos meus preços. Só to dizendo.

Passada a régua, foi necessário falar sobre isso porque tem muita gente que pode ver uma luz no fim do túnel com essas noticias. Aguardem as próximas dicas e textos nem tão rápidos da aPoupadinha!

 

Comentários

Populares

Topo