Animaremos

Animaremos – Especial Sexta 13

Natália, jovem oriental que só responde quando sumonada!

Não devia nem ter escrito, era só pegar a foto da Nina Tucker e ver o pessoal chorando e sentindo arrepios! Rá

DESEJO

METRO, Natalia, jovem de ascendência oriental, se encaminha mais um dia para o trabalho. Sentada em um dos bancos olha fixamente um vestido florido, o padrão do vestido é bonito, as cores são vibrantes, a dona do vestido é muito bonita e chama a atenção de muita gente no vagão, principalmente dos homens, um deles tem o nariz escorrendo sangue, mas não é por esse motivo que Natália olha fixamente para aquele vestido tão bonito, ela está perdida em seus próprios pensamentos.
– Queria chegar cedo hoje – pensa Natália
– Próxima estação, Trianon, desembarque pelo lado esquerdo do trem – Frase anunciada nos falantes do vagão interrompem o ciclo de pensamentos de Natália, que se espanta não ter percebido as estações passarem tão rapidamente.
Natália levanta-se e desce do vagão. A aglomeração de pessoas à borda da escada rolante se inicia, ela entra na fila e espera sua vez chegar. Separadas por escadarias, no lado oposto, a escada rolante descendente está vazia,.
– Podiam usar as duas para subida, descer é mais fácil!
No mesmo instante que o pensamento egoísta preenche sua cabeça a escada que antes descia, para e começa a subir.
– Que sorte! – Exclama em pensamento
Natália se dirige para a escada oposta, junto com algumas outras pessoas e embarca na pequena viagem para cima.
Uma garota aparece com um guarda-chuva no topo da escada de desce, ela vê a situação e desce pela escadaria rapidamente.
Natália, ao ver a garota com o guarda-chuva descendo com pressa – Devagar ai moça… já pensou ela cai? Poderia até morrer.
No mesmo instante a menina com o guarda-chuva, escorrega, bate com as costas nos degraus e, o barulho da cabeça dela batendo na quina de um dos degraus, não foi menos chocante de ver a garota “escorrer” até o final das escadaria deixando o rastro de sangue.
Muitos vão em sinal de ajuda da garota, mas é tarde demais para ela
Natália cobre a boca, seu estômago embrulha, vira-se para frente para sair da escada o mais rápido possível, até empurra um rapaz que estava na sua frente. Ela termina a subida, apoia a mão num dos pilares e fecha fortemente os olhos.
– Ai meu Deus, meu deus! Queria não ter visto nada.
Ao fundo o barulho das pessoas horrorizadas aumenta, alguns cliques de câmera também são ouvidos.
Com os olhos fechados Natália começa a pensar em tudo que aconteceu, em com ela desejou chegar rápido, a escada mudar o sentido e…e…a garota morrer
– Não pode ser verdade… Não… Ninguém tem uma capacidade dessas…não…eu não queria ter mais esse poder.
Natália abre os olhos, mas tudo o que vê é o preto
– O que está acontecendo? – pensa
– Não estou enxergando nada….não estou enxergando nada…socorro – Grita em desespero
Na cabeça de Natália seus últimos pensamentos martelam sem parar – Queria não ter visto nada… Não ter visto…nada…nada!

 

 

Comentários

Populares

Topo