CapinaLemos

Capinalemos – Especial Sexta 13

Invasão Criptaremos continua,

A vítima…aliás vitimas desta vez é o povo do Capinalemos, guerreiros que não tem o que fazer a não ser trazer as melhores indicações de leitura para você que também faz nada da vida.

Por isso feche a aba do facebook, feche a tampa da Coca-cola e pare de comer esse fandangos e vamos para nossa história.

HERANÇA

Em um sobrado, uma festa de família acontece. Uma grande bagunça, som rolando alto e pessoas transitando.

A campanhia toca, Luciana, a aniversariante, vai até a porta que fica bem a frente das escadas que dão para o primeiro andar, o pai no andar de cima ao ver a filha passar pelo começo da escada a chama:

– Lu, vem cá!

– Já vou pai, deixa só eu abrir a porta para Rayssa.

O pai anui – Ok, depois você sobe aqui para eu te mostrar uma coisa.

Luciana abre a porta, recebe sua amiga que lhe entrega um presente, ela agradece e indica o local onde os demais estão reunidos.

– Vai lá Ray, que eu já vou, vou só ver um negócio aqui rapidinho.

– Vai dormir um pouquinho? Hahaha.

Luciana balança a cabeça negativamente e  sobe as escadas rapidamente, 2 degraus de cada vez, ela procura pelo pai nos quartos de cima.

– Pai?

Ao passar na frente da porta de um dos quartos uma mão a pega pelo ombro.

-AAhh! grita assustada

Quando se recobra do susto vê que a mão pertencia ao seu pai.

– Vem aqui – chama o pai

No quarto em cima da cama há um embrulho, razoavelmente grande. O pai senta na cama, põe o embrulho no próprio colo, puxa um cordão e o abre, no interior do embrulho, além do pó e de algumas traças que alçam vôo, há um livro velho.

– Filha esse é o livro da vida, ele guarda as vidas daquele que os carregam, ele pertencia ao seu avô e ao avô antes dele, agora ele é seu.

Luciana olha feliz para o livro nas mãos do pai, ela entende a importância daquilo e feliz responde – Pai, eu não sei o que dizer… obrigado eu…eu adorei, não, eu amei.

O pai abre um pequeno sorriso, mas muda a feição rapidamente, pega o livro das mãos de Luciana e o põe cuidadosamente na cama, com as mãos nos ombros de Luciana e olhando fixamente para ela diz:

– Lu esse é o livro da vida, ele irá te guardar, prometa-me que  você tomará o máximo de cuidado, não dê para ninguém, guarde-o como se sua vida depende-se disso e nem pense em vendê-lo, isso significa a morte, você entendeu?

Luciana assustada – Tá….tá bom pai, prometo que irei cuidar dele e definitivamente, sem sombra de dúvida, eu não irei vendê-lo.

O pai pega de volta o livro e o papel que o envolvia, coloca novamente em seu colo embrulha novamente o livro. Lá na base das escadas a mãe de Luciana a chama – Lu, desce, o Thiago tá aqui e pede para o seu pai descer.

– Já vou mãe – grita ela – Você ouviu né papai?

O pai confirma com a cabeça – Desça que eu irei…daqui a pouco

Luciana sai do quarto e desce as escadas , o pai permaneceu no quarto, sentado na cama com o livro no colo, ele está com um semblante triste abaixa a cabeça e balbucia – Guardar a vida… – ri ironicamente – Será que existe diferença entre guardar e aprisionar?
A livro cai no chão, a cama está vazia e com uma depressão onde o pai estava sentado.

Comentários

Populares

Topo