Criptaremos

Capinascreen – Especial Sexta 13

Bruna é uma menina muito legal, pena que não pode ver mulher!

Ela não pode mesmo, é sério…não entendeu? Lê a história então.

ASSASSINO BORNIATTI

Floresta, apesar de estar de dia, as nuvens cobrem o céu. Quatro garotos andam pela floresta, Nelson, Klevin, Rafael e Aloiso.

Nelson aparentemente lidera o grupo, vai mais à frente, logo atrás dele vai Klevin, do grupo é o que mais fala, ele fala demais,  Rafael está ao lado de Klevin ele é mais quieto, Rafael e Klevin andam sempre próximos, uma dupla que se complementa, por último Aloiso, ela está a uns cinco passos atrás, ele é um garoto introvertido, não tem muitos amigos, não sabe muito bem porque está ali, seu nível de introspecção é tão grande que nem mesmo está na rede social.

Nelson – Falta muito? – Aloiso responde – É logo mais ali na frente.

Eles andam mais um pouco e chegam há uma clareira,

Klevin aponta para a frente – A clareira, grande árvore caída e a orquídea branca, como você mesmo disse…chegamos!

Nelson – Onde está o corpo?

Aloiso aponta para perto do grande tronco onde há uma elevação formada por folhas secas, os garotos vão até lá, tiram as folhas e embaixo delas há um cadáver, era Bruna, uma aluna da escola deles, ela não era exatamente popular, mas era razoavelmente conhecida por ter sido a primeira da classe a usar sutiã, ela está desfigurada, buracos negros estão no lugar dos olhos, alguns dentes faltando, o motivo que fez com que ela fosse reconhecida por eles, foi o mesmo que a levou a ser conhecida na classe.

Klevin – Jesus, o que será que fez isso? canibais, com certeza foram canibais. Bruxas, podem ter sido bruxas também…

Rafael – Idiota, é mais provável que tenha sido um Urso, até mesmo lobos.

Aloiso interrompe os dois –  Foi Borniatti.

Todos olham assustados para Aloiso.

Nelson – É mesmo?…como você tem tanta certeza? Borniatti não mata ninguém a anos.

Aloiso aponta para as mãos do cadáver, na verdade para os cotocos já que as mãos propriamente não estão mais lá.

Aloiso – Essa é a assinatura dele.

Todos encaram  o corpo no chão.

Klevin – Quem é esse? Borniarte?

Nelson – Você não lembra seu pulha? Foi um assassino em série, ele aterrorizou a região chegou a matar 6 garotas, mas nunca foi pego… a gente tinha uns 10 anos na época, saiu em todos os jornais e na tv.

Klevin – Não lembro…eu assistia muitos desenhos.

Rafael – Vamos logo vai anoitecer.

Nelson – Sim vamos, amanhã avisamos a polícia.

Nelson inicia a caminhada de volta, seguido por Klevin e Rafael. Aloiso permanece ao lado do corpo, ele se agacha, estica um dos braços e passa a mão no rosto do cadáver de Bruna – Eu sei que doeu, eu sei que você sofreu, mas o que você disse pra mim, a forma como você me rejeitou isso foi dor de verdade.

Klevin volta uma parte do caminho e grita para Aloiso: – Seu retardado, vamos!

Aloiso acena para Klevin, volta o olhar para o cadáver – É claro, estava quase me esquecendo deles, Borniatti irá ressurgir com grande estilo, preciso garantir que ninguém encontre seu corpo…por enquanto.

Klevin volta a gritar – Vamos, seu inútil.

Aloiso – Adeus meu amor!

Aloiso tira uma faca da manga da blusa levanta-se e acena para Klevin grita: – Já vou! – Aloiso abaixa a cabeça e diz para si: – Me aguardem, afinal de contas Borniatti voltou!

 

Comentários

Populares

Topo