Criptaremos

Criptaremos – Conflito

Boa noite pessoal,

Semana passada tivemos o especial sexta 13, foi muito legal… aliás aproveitem veja se você realmente leu todos pois a próxima só em outubro.

Agora voltamos a programação normal, preparados?

“A noite chega e é sempre mais escura pouco antes do amanhecer, isso é, se você sobreviver até lá.”

Abra sua mente, apague as luzes e se tranque no quarto, pois agora é a hora do terror.

CONFLITO

Thata é uma garota de classe média, no manhã do seu aniversário de 18 anos ela já estava na auto escola, e no fim do curso, já com a carta na mão ela ganhou um carro de seus pais, uma situação financeira confortável. Atualmente com 20 anos ela está com Edgar há 2 anos, rapaz de classe social mais baixa, mas os dois se gostam.

Todos os finais de semana os dois se encontravam No final de semana Thata entra na sala e pega a chave de seu carro, seus pais Maria e Júlio estão na sala.

– Pai, vou levar o Edgar embora.

Ambos olha com cara feia para Thata

Durante o trajeto, Thata e Edgar vão conversando no carro, Thata está cabisbaixa.

– O que foi? – Pergunta Edgar

– Nada… – Responde ela coçando a lateral da cabeça.

– Vamos, você sabe que não pode esconder nada de mim – diz Edgar enquanto passa a mão no rosto de Thata

– São meus pais, eles não gostam da ideia… de nós dois juntos… sabe eu ter que sempre levar você.

Edgar permanece quieto.

– Eles não podem fazer isso comigo! Nós estamos juntos a quanto tempo? Porque só agora eles começaram a implicar com isso? E daí que você não tem muito dinheiro, não tem carro… eu te amo, é isso que importa.

Thata chora um pouco, Edgar olha para Thata e sorri.

Thata aos prantos desabafa – Sabe o que é pior, nessa semana arrumei briga porque a irmã disse que iria levar o namorado novo em casa…e os pais…eles…eles não falaram nada, nenhum um “A” sequer.

Edgar triste desce do carro, Thata abre a janela do passageiro, Edgar – Não fica assim, logo você vai superar tudo e não haverá mais discussões.

Eles se despedem

Thata vai embora, chora o caminho todo de volta. Antes de entrar em casa ela engole o choro, abre a porta e seus pais a esperam, sentados no sofá.

– Filha, precisamos conversar, por que você não se senta? – Diz sua mãe Berta

Thata se senta, meio apreensiva coça a lateral da cabeça.

Imperativo Agenor, seu pai ordena – Não posso mais aceitar essa situação, isso precisa acabar Thata!

– Que situação pai?

– Você não vai mais sair de carro com…com o Edgar. Está acabado!

Thata irritada responde de imediato – Acabar? A situação só vai acabar quando EU NÃO QUISER MAIS VER O EDGAR.

Agenor, irritado com a petulância da filha – Se é por falta de adeus, considere seu namoro TERMINADO.

– O QUE DEU EM VOCÊS? – Thata começa a chorar – Por quê… POR QUÊ VOCÊS QUEREM QUE MEU NAMORO TERMINE?

Agenor abraça a filha – Seu namoro já terminou filha, a 4 meses, quando seu namorado morreu naquele acidente de carro ele levanta uma parte do cabelo lateral de Thata, uma cicatriz bem grande em seu couro cabeludo, ela passa a mão e sente as pequenas cicatrizes.
FIM

Comentários

Populares

Topo