Criptaremos

Criptaremos – Desta Vez Vai Funcionar

Boa noite galera,

 

Criptaremos relâmpago hoje!

“A noite chega e é sempre mais escura pouco antes do amanhecer, isso é, se você sobreviver até lá.”

Abra sua mente, apague as luzes e se tranque no quarto, pois agora é a hora do terror.

 

1956, São Paulo, no bairro do Bexiga algumas casas simples são cercadas por jardins e ruas de terra, o silêncio só é cortado pelo barulho da chuva que cai, em um quarto de uma das casas uma garotinha está entendiada, é Nina. Faz um bom tempo que ela não sai daquele quarto, nem se lembra quando a chuva começou, ela está se encarando no espelho e faz alguns poses e permanece parada por alguns segundos antes de fazer uma pose nova.

A maçaneta da porta do quarto balança, Nina olha assustada e se esconde atrás de um pufe que fica próximo à porta, a maçaneta gira e a porta é aberta fazendo um barulho agudo.

Uma mulher entra, é Maria, ela põe a cabeça para dentro do quarto e olha de um lado a outro, sua cabeça fixa em um ponto e  balança a cabeça descontente – Denovo! ela entra vai até o espelho e o cobre com um lençol que estava no chão ao lado do espelho. Quando ela termina de arrumar se vira para sair. Nina pula em sua frente faz uma pose e grita – BUUU!

Maria não tem nenhuma reação, anda em direção à Nina, passa diretamente através dela que a acompanha com o olhar enquanto Maria sai do quarto o lençol que cobre o espelho volta a cair e Nina – Foi quase – vira-se para o espelho e volta a fazer poses.

FIM

Comentários

Populares

Topo