Colunas

Imaginaremos #27: NEIN NEIN NEIN!

Capa Imaginaremos27

Estamos de volta! Eu sei, eu sei. Ninguém deu falta… Mas cá estou, trazendo algo… diferente.

Em primeiro lugar, sejam bem-vindos ao Imaginaremos, a coluna de RPG não-mais-tão-semanal-mas-que-pretende-voltar-a-ser do Capinaremos. Hoje apresento ACHTUNG! CTHULHU!

Mas antes de explicar o que significa esse espirro bizarro, temos novidades bem interessantes que irão lentamente esvaziar suas carteiras e engordar a minha trazer a felicidade a todos! Capinecas e Capinasetas das Capivaras já estão disponíveis para compra!

17991096_10203247765110323_5591362395522872891_n

Capinasetas

Tá afim de uma? Pode solicitar através de doisbitstudio@gmail.com, com quantidade e a capivara que desejar. Solicite um orçamento e saia por aí com as capivaras mais descoladas da internet. (leia com voz de narrador da sessão da tarde)


Então, imagine-se em uma situação infernal. Você está encurralado em um bunker, em plena segunda guerra mundial, atrás das linhas inimigas. Nazistas estão por toda parte, sua munição é escassa, seu colega está sangrando até a morte do seu lado. As coisas parecem ruins, não é mesmo? Bem, pelo menos não dá pra piorar… Ou será que dá?

2359070A ideia básica de ACHTUNG! CTHULHU é remexer com o passado da humanidade, modificando uma das guerras mais brutais que o globo já viu. Os heróis, bravos homens e mulheres dos anos 40, descobrem uma parte secreta dessa horrenda guerra. Conspirações e junções assustadoras de ciência e ocultismo. Uma guerra secreta é travada no meio de um conflito, mas nada disso importa, por que se Eles chegarem, não vai haver lado vencedor.

Enquanto a Europa está em chamas nos momentos finais da Segunda Guerra Mundial, os Aliados são pegos desprevidos em um ataque alemão das nebulosas florestas de Ardennes. Um sol negro liberta um mal há muito esquecido sobre as forças aliadas, enquanto um gênio nazista prepara uma maquina de guerra que trará um Reich de mil anos. Enquanto isso, Cthulhu inspira seus cultistas a um levantar em preparação pelo seu retorno.

ActungCthulhuPageSampleSe tratando de sistema, ACHTUNG! CTHULHU pode ser jogado em Call Of Cthulhu Sexta Edição ou Savage Worlds. Produzido pela Editora Modiphius, um dos aspectos mais aparentes ao abrir o livro é a alta qualidade do trabalho. Aventuras prontas escritas com esmero, ilustrações belíssimas e tabelas inteligentes, assim como um texto bem redigido. O livro total é dividido em dois volumes, o Guia do Investigador e o Guia do Vigia (Keeper’s Guide, no original).

Os primeiros três capítulos do Guia do Investigador são focados em providenciar um pano de fundo decente para os eventos que levaram o mundo a uma guerra em larga escala. Há especificações para homefronts da Inglaterra, França e para os Estados Unidos. Apesar de não ser sobrecarregado de detalhes, esses capítulos oferecem um bom ponto de partida para os jogadores arregaçarem as mangas e prepararem-se para o jogo.

AchtungCthulhuArt1O capítulo 4 é focado em uma minuciosa desfragmentação do exército Aliado. Tudo é explicado de maneira clara e objetiva, obviamente focando-se em uma explicação para pessoas que não compreendem bem as estruturas de um comando militar (responde rápido, quem é mais importante, um capitão ou um tenente?) e é uma primitiva extremamente básica para introduzir os jogadores ao mundo militar do jogo, afinal, estamos nos ambientando na segunda grande guerra. Os capítulos cinco e seis focam-se na construção de personagens utilizando as regras originais de Call of Cthulhu. Como o jogo original é centrado nos anos 20, algumas mudanças básicas foram feitas na criação de personagens, apresentando com isso heróis muito menos intelectualmente inclinados. O capítulo 7 é uma revisão dos dois capítulos anteriores, porém dessa vez devotado a Savage Worlds. Ambos livros fazem um incrível trabalho em indicar onde estão as informações específicas de cada sistema, seja CofC ou Savage Worlds.

Enquanto isso, no capítulo oito, a Modiphius mira nas ferramentas de destruição usadas para exterminar os horrores da guerra (deste mundo ou não), com estatísticas para Savage Worlds e Call of Cthulhu. O capítulo nove consiste de três básicas páginas de resumo para as regras de ambos sistemas. O capítulo final reserva-se para referências de ambientação, para que os jogadores se sintam mais familiarizados com os diferentes aspectos da Segunda Guerra Mundial.

AchtungCthulhuArt2Agora, se tratando do Guia do Vigia (Ou guia do mestre, como preferir). Ele praticamente dobra o total de páginas do Guia do Investigador (259 páginas abarrotadas de informação) e contém o que há de melhor no cenário. Enquanto o Guia do Investigador possa não ser um requisito obrigatório para jogar uma Segunda Guerra Lovecraftiana, esse livro com certeza É.

O capítulo um consiste em uma cronologia secreta para o mundo em guerra, detalhando os eventos da segunda guerra através de uma ótica… diferente. Essa cronologia se estende de 1907 até 1949. Enquanto há ainda muitos eventos históricos incluídos nessa cronologia, é possível perceber como houve uma preocupação no detalhamento das atividades de cultos e sociedades secretas, trabalhando por trás dos planos nessa “história alternativa”. O capítulo dois detalha o terceiro Reich, publicamente e atrás dos panos, e também oferece a oportunidade dos jogadores interpretarem personagens alemães que se opuseram aos planos de Hitler para dominação mundial (megalomaníaco maluco).

O capítulo três providencia detalhes militares dos combatentes, com uma particular atenção para a Inglaterra, França, Alemanha e os Estados Unidos (é possível sim adaptar guerrilheiros tupiniquins… A COBRA VAI FUMÁ!) Esses detalhes são indispensáveis para o narrador que não tiver muito conhecimento a respeito de como os exércitos na Segunda Guerra operavam (censura de correspondência, por exemplo). As agências de inteligência dos Aliados e do Eixo são explicadas no capítulo quatro, que inclui como incorporar os esforços dessas agências na campanha.

AchtungCthulhuArt3A Sessão Britânica M e Majestade Americana (British Section M e American Majestic, no original. Traduzi por que majestade americana ficou fabuloso e imaginar o Trump usando uma frase com isso me fez rir), assim como seus oponentes, são tratados em detalhes no capítulo cinco, assim como outros “peixes pequenos” na guerra secreta (uma certa cobra viciada em nicotina, por exemplo). Esse capítulo é especialmente auxiliativo para narradores que querem destrinchar as minuncias do cenário e surpreender seus jogadores com reviravoltas surpreendentes (PLOT TWIST! AHÁ).

AchtungCthulhuArt4O capítulo seis cobre tudo que se trata de armas e inventário que Investigadores encontrarão em suas batalhas contra o Eixo e o oculto. O capítulo sete possui estatísticas detalhadas e alterações nas regras de CotC para adapta-lo para a era da Segunda Guerra Mundial. Capítulo oito provê aos narradores de Savage Worlds a habilidade de usar Achtung! Cthulhu em seu sistema favorito também. Os capítulos nove e dez contém feitiços e tomos arcanos para Achtung! Cthulhu. Embora muito dessas informações aqui contidas já seja abordada em CotC, um bom contingente de informação é devotada a traduzir livros já explorados, como o Necronomicon, para Savage Worlds. Há uma porrada de itens novos e também alguns feitiços horripilantes para adicionar ao catálogo também.

Os Antigos estão localizados no Capítulo Onze. Seres rastejantes já incluídos em CotC estão aqui com estatísticas do sistema supracitado, assim como Savage Worlds. Novas bestas são introduzidas graças a insanidade de cultistas e a engenhosidade de diabólicos cientistas nazistas e se adaptam bem ao cenário. Já o capítulo doze inclui uma tonelada de NPCs históricos (Churchill com um charuto e metralhando mythos. Eu sei que você imaginou isso. Não adianta negar). Esse capítulo também possui uma variedade de adaptações, como bases militares, aeroportos, universidade e mais para incrementar ainda mais seu jogo.

Achtung-Cthulhu-2

E o que mais você quer? Aventuras prontas? Então é isso que o capítulo treze te dá DEZ AVENTURAS PRONTAS como ponto de partida para começar a aterrorizar seus jogadores das mais diversas formas. Essas aventuras não são excessivamente detalhadas e dão espaço para o narrador talhar sua própria base nos mais escabrosos contos. Talvez sejam mais sementes de aventura do que aventuras prontas em si, mas já são uma adição e tanto! Por fim, o último capítulo dá um breve guia de introdução para CotC e Savage Worlds. Embora não totalmente essencial, essa inclusão dá um toque especial ao produto.

Infelizmente não existem planos de nenhuma editora tupiniquim (até o momento) de trazer esse fantástico cenário ao Brasil, mas você pode adquirir o livro em sua versão digital no DriveThruRPG.

Até semana que vem pessoal! Boa semana e boas rolagens!

Por Murilo Lamegal, narrador relapso, escritor de páginas em branco e cultista esquecido.

Fechamento

 

 

 

Comentários

Populares

Topo