• Egocentrismo

    Comédia Nerd.

    Para os nerds, como eu, tudo relacionado com Star Wars é facinante. Alguns já fundaram até religião, comos os Jedis britânicos. Alguns acreditam realmente no poder da força, no lado bom e lado mal, no dark side e etc. Alguns gostam de Star Trek, e eu respeito isso. E faz parte da nerdisse também.

    Então o que mais a comédia nerd poderia englobar, se não o que os nerds mais gostam…

    Esse é o lado rosa do rapaz, que ninguém conhecia.

    Detalhe pra belíssima Estrela da Morte.

    P.S: Pensei que hoje só seria a apresentação e a integração na empresa, conhecer todo mundo e tal. Que nada, terminou as palestras e já me colocaram para aprender o meu serviço, fiquei até o fim do expediente normal, 17hrs e 18min. Não tem nada de muito complicado, mas já vi que vai ser pesado. O blog vai continuar, com as supostas postagens de meio dia do Marcos, que hoje não apareceram, e eu postando pela parte da noite. Talvez diminua o ritmo por enquanto, mas só até me acostumar com os horário e o cansaço. 😉

    P.S²: O almoço lá é bom. =D

  • Quadrinhos

    Vingança!

    Vocês lembram da traição do Luigi perante seu irmão Mario, alguns posts atrás?

    Vocês não pensariam que isso ficaria assim, né? Mario deve ter sua vingança, sua revanche. Mesmo que ela seja feita no Paint Brush.

    Photobucket

    Tome, maldito.

    P.S: Amanhã eu vou até a empresa, para a integração. Vou ficar lá das 8hrs da manhã, até as 3hrs da tarde. Ou seja, não esperem posts cedo.
  • Egocentrismo

    Da série: Coisas que eu odeio!

    • Todos dizem que ter ódio no coração é ruim. Mas eu odeio muitas coisas. E uma delas são esses pacifistas extremados. Paz e amor é o escambal.
    • Odeio quando entra o comercial em um programa de TV. Odeio mais ainda quando troco de canal e todos os outros programas também estão no comercial. Isso é combinado? Não sabem que poderiam roubar telespectadores das outras emissoras durante os comercias, se eles próprios não passassem comerciais?
    • Odeio quando meu time perde. Odeio quando meu time perde e o time rival ganha. Odeio quando meu time ganha e o time rival ganha de um placar maior. Odeio perder para o time rival.
    • Odeio jogar futebol na rua, cair no chão e me machucar. Odeio jogar futebol na grama, cair no chão e ficar me coçando. Odeio cair no chão.
    • Odeio quando saio de casa sem guarda-chuva e começa a chover. Odeio quando saio com guarda-chuva, mas a chuva é tão forte que o guarda-chuva não serve pra nada. Odeio quando saio com guarda-chuva, ele me proteje bem e passa um carro na poça ao lado e me dá um banho. Odeio sair na chuva.
    • Odeio abrir a geladeira e não ter nada de bom para comer. Odeio abrir a geladeira e não ter nada prático para se cozinhar. Odeio abrir a geladeira e não ter absolutamente nada nela.
    • Odeio quando tocam a campainha e é um dos seguintes seres: Testemunhas de Jeová, Evangélicos, Vendedores de Abacaxi, Vassoura, Tapetes, Chapéus, Algodão-Doce, Picolé, Cobradores, Mendigos. Odeio atender a porta.
    • Odeio quando o computador trava na única hora que realmente precisamos dele. Mas não odeio o computador.
    • Odeio quando só descubro que a comida estava passada da validade depois que chego em casa. Odeio mais quando só descubro depois de ter comido ela.
    • Odeio textos longos.
  • Ah Vai Carpi Milho

    A Tentativa de Fuga da Galinha. [2]

    No episódio anterior de A Tentativa de Fuga da Galinha, você acompanhou a revolta da galinha Abigail com o seu confinamento e também o começo da sua desesperada fuga.

    Ela estava quase chegando até a sala, quando ouviu um ruído. Ela se levantou para obter a visão panorâmica do cômodo.


    O monstro havia chegado em casa, e antes que Abigail pudesse esboçar uma reação, algo terrível acontece!


    A porta fechou violentamente em seu pescoço fino de borracha. O que aliás, foi o que lhe salvou várias vezes, afinal não é qualquer tortura que machucará um frango borrachudo.


    Felizmente, o que o monstro tinha de cruel, ele tinha de estupido. Com toda a sua raiva levou a pobre Abigail para o tanque de água gelada. O que afinal água faz com a borracha?


    Nada. Ou melhor, somente uma coisa. Como o cerébro de ar de Abigail não estava recebendo oxigênio, a pobrezinha começou a delirar.


    Até ficar quase completamente maluca.


    Não satisfeito com esmagar o seu pescoço e afogá-la, o monstro tentou ainda outro tipo de tortura. Essa doeu, mas não foi uma dor física. Foi uma dor no coração.


    Como último recurso, o Grande Monstro Fedido resolveu esquentar o jogo. E Abigail foi parar no seu pior pesadelo. O Microondas.


    Voltará? Ninguém sabe.

  • Ah Vai Carpi Milho

    Festerê

    Sábado é só alegria, sábado é o dia onde, na noite, a galera sai para relaxar, tirar todo o estresse acumulado na semana.
    Beber, dançar…enfim, o negócio do sábado é farrear.

    Muito legal, mas muito legal apenas para quem não trabalha no domingo de manhã.
    Herrero? Ah sim, o Herrera.
    Digo Rincón? humm. Ah! Claro, Diego Rincón.
    Concovam? Difícil essa. Alguém sabe?

    Voltei.

  • Placas Motivacionais

    Motivação Antiga.

    Tinha um estoque reserva de Motivacionais em outro computador, e hoje vou usá-las.

    Elas são como o vinho, quando mais você guarda, mais sem noção elas ficam:

    Love hurts… UUuuUUuhh love huuurts…

    [Seinfield]Nothing there’s anything wrong with that…[/Seinfield]

    Essa foto é mais velha que o trevo de quatro folhas na carteira da minha vó.

    P.S: Gente, o Flickr é desgraçado e não aceita mais de duzentas fotos no seu modelo gratuito. Portanto eu vou parar de hospedar as Motivacionais lá. Mas se quiserem ver as primeiras 200, vou deixá-las lá. Clique aqui, para vê-las.

    P.S²: Enquanto não acho um álbum online melhor que o Flickr, vou continuar colando as motivacionais no meu álbum do Orkut. Para vê-las: Álbum 1, Álbum 2 e Álbum 3.

  • Ah Vai Carpi Milho

    Piadinha…

    Então, a mulher vai até a Loja de Maridos, para ver se encontra um pra ela.

    No 1º andar a placa na porta diz:

    1º Andar: Esses homens tem empregos.

    No 2º andar, a placa diz:

    2º Andar: Esses homens tem empregos e adoram crianças.

    A mulher pensa em parar e dar uma olhada, mas não resiste em continuar subindo. No terceiro andar, ela lê:

    3º Andar: Esses homens tem emprego, gostam de crianças e são muito bonitos.

    Nossa,” a mulher suspira, mas sente um desejo enorme de saber o que há nos outros andares.

    Ela lê a placa do quarto andar:

    4º Andar: Esses homens tem emprego, amam crianças, são extremamente bonitos e ajudam nos serviços domésticos.

    Ai, meu Deus!” ela pensa alto, “Quase nem consigo ficar de pé!

    Mesmo assim, ela continua a subir. No quinto andar:

    5º Andar: Esses homens tem emprego, amam crianças, são extremamente bonitos, ajudam nos serviços domésticos e fazem muitos atos de romantismo puro.

    Sua mente a manda ficar, mas ela não consegue nem imaginar o que seria melhor que isso. Por isso sobe ao sexto andar. Lá chegando, ela lê:

    6º Andar: Você é a visitante de número 31,456,012 nesse andar.
    Não existem homens aqui.
    Esse andar existe simplesmente para provar que as mulheres são impossíveis de agradar.
    Obrigado por comprar na Loja de Maridos.


    Para evitar uma briga entre sexos oposts, o gerente da Loja de Maridos resolve abrir um novo negócio no prédio da rua da frente, logicamente intitulado de: Loja de Esposas.

    No 1º andar ficam as esposas que adoram sexo.

    No 2º andar ficam as esposas que adoram sexo e que são ricas.

    O 3º, 4º, 5º e 6º andar nunca foram visitados, e ninguém sabe o que tem lá.

  • Ah Vai Carpi Milho

    A Tentativa de Fuga da Galinha.

    Abigail, uma galinha sonhadora, assistiu “A Fuga das Galinhas” e ficou esperançosa.


    Sempre vivendo em cativeiro, mais precisamente em uma máquina de lavar roupa, Abigail queria mudar de vida. Ver os encantos do mundo lá fora, que até então ela só viu através do plástico da sua máquina de clausura. Ela teria poucas chances, afinal os perigos até chegar na saída são os mais variados. São torturas que nenhuma galinha de borracha jamais sonhou passar…


    Numa bela manhã de sábado, Abigail resolveu que já era tempo dela pelo menos tentar fugir. Escapar do rotativo eterno da máquina de lavar. Do fedor das meias chulezentas, das cuecas freadas e das camisas suadas.


    Ela então impôs toda sua força contra a portinhola semi-enferrujada, e ela, felizmente, cedeu. A alegria nesse momento era indescritível. O primeiro passo fora dado.


    Ninguém acreditava no poder de querer vencer de Abigail, apenas ela. Ainda na maquina, ela avistou que a porta da dispensa estava aberta, parecia que tudo estava ocorrendo de acordo com os planos.


    Agora só faltava ela se certificar que ninguém estava em casa. Se um simples humano a visse, ou “Grande Monstro Fedido“, como ela gostava de chamar, poderia ser seu fim. Todo cuidado era pouco.


    Então ela começou a rastejar até a sala. Porém, antes que ela colocasse uma de suas patas no tapete aveludado, ela escutou um ruído. Quem poderia ser?

    Continua…

  • Quadrinhos

    Fizemos o nosso melhor…

    Mas não dá, é impossível cantar uma loira!

    Fiquem com a nossa última tentativa:

    Photobucket

    Pra não dizer algo de baixo calão…


    Espero que tenham gostado dessa série, eu me diverti muito fabricando as tiras! A próxima série de tirinhas é do Marcos, vamos ver o que ele vai aprontar. ;D

    Confira os episódios anteriores:
    Cantando A Loira #1.
    Cantando A Loira #2.
    Cantando A Loira #3.
    Cantando A Loira #4.
    Cantando A Loira #5.
    Cantando A Loira #6.
    Cantando A Loira #7.

Carregar Mais
Topo