• Problematizaremos

    Em briga de marido e mulher não se mete a colher?

    O assunto da semana é relacionamento abusivo, machismo e assédio. Então senta lá que hoje tem textão com direito a ilustração e tudo mais, para que quem não entende da matéria passe a entender de uma vez por todas. Então, se você é aquele cara que não consegue alcançar o quão profundo e subjetivo é o assunto, essa é a oportunidade de você sair da escuridão e aprender um pouquinho sobre o tema em questão.

    Começamos com o pé direito quando o ator José Mayer foi denunciado por uma figurinista da mesma emissora em que ele trabalha. A figurinista conta que o assédio começou há oito meses, com elogios de Mayer, e descambou para abordagens grosseiras e insistentes. Ela disse ainda que negou com clareza as investidas do ator, que se sentia oprimida por ele e se arrepende de ter demorado até procurar a área de recursos humanos da TV Globo para denunciá-lo.

    MAS SE ELA NÃO RECLAMOU, ERA PORQUE ESTAVA GOSTANDO

    Esse é o momento que as pessoas deveriam lembrar a posição da menina, que é apenas uma figurinista de 28 anos, e a posição de um ator que trabalha ali naquela emissora há décadas, e que por óbvio, possui muita influência. Sendo assim, seria desnecessário explicar mentira, é necessário explicar sim que todos sabem que em emissoras, produtoras, agência de modelos e no meio artístico em geral, se sobressaem na maioria das vezes maioria não é generalização aqueles que tem o famoso “quem indica”. E da mesma forma que existe a indicação para se destacar naquele ambiente, existe também a indicação negativa, que no caso da figurinista, poderia ser para que ela perdesse seu trabalho naquele local, e quem sabe até não conseguir mais trabalhar por ali nunca mais durante a sua existência, o que, certamente, a atrapalharia bastante.

    Entendendo isso, torna-se fácil concluir o porque da figurinista não ter denunciado antes: ela era a parte frágil desta “relação” e poderia sair infinitamente prejudicada, por isso aguentou o quanto pôde, até chegar ao ponto do ator em questão dar aquela passada de mão marota na perseguida da moça. E aí, se fosse contigo? Será que você consegue se ver nessa mesma situação e vivendo com todos esses questionamentos na sua cabeça?

    Pois bem, o ator publicou um pedido de desculpas assumindo ser machista e mais algumas coisas, não negou a denúncia feita pela moça, mas ainda tem marmanjo por aí tratando-a como “suposta vítima”. Seguindo essa linha, partimos para as próximas considerações.

    Hoje saiu em todas as mídias digitais e impressas a tão aclamada notícia da expulsão do participante do reality show chamado BBB não precisa assistir pra saber da mesma emissora protagonista da história anterior.

    A história do relacionamento abusivo transmitido pelo reality passou a semana no top trend do twitter e os internautas cobravam um posicionamento da emissora quanto aos abusos cometidos diante de rede nacional. Nada foi feito pela emissora, que estava ganhando muito com audiência, até que a delegada da Deam de Jacarepaguá resolveu intervir no caso, e com isso o participante foi eliminado.

    Tendo o participante sido expulso, jornal meia hora fez uma capa exclusiva para dar a notícia da expulsão de Marcos e aproveitou para dar umas dicas de como não se deve agir em um relacionamento.

     

    NÃO PODE FORÇAR BEIJO QUANDO ELA NÃO QUER

    A dica é muito simples: não se deve forçar beijo se ela recusa! Se vocês estão durante um bate boca, discussão ou pega-pra-capá e você acha que um beijo resolveria tudo e vocês acabariam na cama, legal. Mas roubar um beijo é muito diferente de FORÇAR um beijo a TODO custo.

    O mesmo se aplica para um abraço: se você acha que o mundo é cor de rosa feito os filmes de princesa e um abraço resolveria toda a confusão, tente. No entanto, se ela recusar, não se prevaleça da sua força e da fragilidade de uma mulher para tentar um abraço FORÇADO. A não ser que você namore a Ronda Rousey.

    RELACIONAMENTO NÃO É TATAME

    Não pode levar uma garota pro chão e “finalizar”. Isso não é UFC!É RELACIONAMENTO! E se você não namora nenhuma campeã de UFC, não tente a imobilizar de forma alguma.

    Também não pode segurar a força só porque você quer atenção. Aliás, você não deve fazer nada que necessite força. Principalmente se essa força proporciona dor e sofrimento à outra parte. Se deixar hematomas então, esquece! Você está claramente na direção errada de um relacionamento.

     

     

    AH, MAS A MULHER TAMBÉM PROVOCA

    Primeiro precisamos lembrar que “perder a cabeça” em um momento de provocação tem de ser um fato isolado, a exceção, e nunca, jamais deve ser a REGRA. Uma pessoa que “perde a cabeça” constantemente, não passa de um completo desequilibrado usando a desculpa mais esfarrapada do mundo para continuar agredindo.

    Muitas pessoas acusaram Emily, a vítima desse relacionamento abusivo televisionado pela Rede Globo, de ser a provocadora de toda a alteração de seu parceiro. Quanto a existir mulheres tóxicas em relacionamento, não há o que se discutir. Porém, ninguém é obrigado a ficar com uma mulher problemática até chegar ao ponto de agredi-la. Se a mulher provoca situações ruins, afaste-se dela. Só não pode usar o desequilíbrio da mulher para justificar o desequilíbrio masculino quando o homem resolve agredir.

    AH, MAS SE O RELACIONAMENTO É ABUSIVO, ENTÃO TERMINA QUE RESOLVE

    Seria fácil se a pessoa conseguisse, de fato, terminar.

    O “relacionamento abusivo” não recebeu esse nome a toa. Quando falamos de abusos, falamos de todo tipo de abuso possível, não só o físico, mas principalmente o PSICOLÓGICO. Uma pessoa envolvida em um relacionamento desse tipo precisa ter uma força descomunal para conseguir, finalmente, se livrar dessa situação. Isso porque o abusador usa de meios para convencer a vítima a se manter onde está. Geralmente iniciam-se as ameaças, a explosão, e logo em seguida ele esta chorando e implorando para que a vítima fique, pois sem ela ele não vive. Muitas vezes até ameaças de suicídio estão envolvidas nesses casos. Todo esse teatro é tão envolvente e manipulador, que muita das vezes a vítima só consegue se livrar de vez do abusador com a ajuda de outra pessoa.

    AH, MAS ELA É CRESCIDINHA, ELA QUE SE VIRE

    Uma pessoa envolvida emocionalmente com uma situação tem a dificuldade de enxergar com clareza tudo que esta acontecendo com ela naquele momento. Incluindo não ver com clareza as atitudes de si mesma. Isso explica aquela frase que sempre dizem “mas depois ela vai lá pra cama com ele e tudo acaba bem”. Não. Nunca acaba bem. Essa pessoa precisa de ajuda. Pense em situações em que as suas emoções estavam acima da sua razão, e entenderá.

    AH, MAS TEM MULHER QUE GOSTA

    NÃO! Nenhuma, eu repito, NENHUMA mulher gosta de sofrer, ser abusada física ou psicologicamente, de apanhar ou QUALQUER outra coisa parecida com isso. NENHUMA mulher, por mais inconsequente que seja, pede para ser estuprada. NENHUMA mulher gosta de apanhar diariamente do parceiro, e por isso se mantém nessa relação. É preciso saber diferenciar desejo sexual de praticar um sexo mais “hard core” do fato de que mulheres gostam de sofrer qualquer tipo de violência. SE É CONSENTIDO, NÃO HÁ VIOLÊNCIA.

    Nenhuma mulher é santa ou perfeita, homens também passam por abuso físico e psicológico, mas a quantidade de mulheres que sofrem de tais atos é infinitamente maior, e isso jamais poderá ser ignorado. Portanto, JAMAIS desqualifique uma vítima de violência pois “ela provocou”. Se há desequilíbrio de ambas as partes, ambas as partes precisam buscar ajuda. Mas isso não significa que a mulher desequilibrada MEREÇA sofrer qualquer tipo de abuso. Não compactuem com nenhum discurso que endosse a violência que acontece nos relacionamentos abusivos. MACHISMO MATA.

     

     

  • Colunas

    Thor: Ragnarok – Teaser Oficial – Reação, teorias e análise

    Ok, a gente não esperava bosta nenhuma desse filme.

    Também pudera: Thor e Thor Mundo Sombrio são talvez os piores filmes do atual universo Marvel. Sendo assim, a possibilidade de sair algo bom desse não parecia muito animadora. Mas, tem Immigrant Song do Led Zeppelin, Hulk e tudo mais. Bom. A gente entrou no hype.

    Confere nossa análise

Carregar Mais
Topo