Feels

Naranjo, a laranja azarada!


Desde quando nasceu, na laranjeira, Naranjo foi infeliz. Cresceu isolado na ponta do galho mais alto da árvore, nunca falou com ninguém e não chegou a conhecer seus pais.

Certa noite, uma tempestade apareceu e com um raio certeiro o galho de Naranjo foi ao chão. Ele ficou por lá por dois dias e quando já pensava que estava tudo acabado, chegou o dia da colheita e ele foi jogado na caixa de laranjas junto a seus semelhantes.

Na caixa ele conheceu sua mãe, e eles colocaram a conversa em dia. Porém no horário do almoço, ela fora selecionada pela mão gigante e virou suco. Naranjo estava mais uma vez sozinho no mundo.

Ele levou uma vida normal. Da caixa foi pra fruteira, e da fruteira foi para a geladeira. Lá ele conheceu Sara, uma tangerina muito linda. Parecia que seus dias de azar estavam ficando para trás.


Todavia, um dia voltando da seção de laticínios, Naranjo observa cascas de tangerina espalhadas pelo seu canto gelado da geladeira. Ele reconhece o padrão e a textura, e logo pensamentos horríveis vem a sua mente: “Será que Sara foi descascada e chupada? Expremida? Esmagada?!“.


Qual não foi sua surpresa ao ver Sara, com seu melhor amigo Roberto, a banana verde. “Não é o que você está pensando!” disse ela, “Só estavamos com muito calor!” disse ele.


Calor?! Em uma geladeira?! Vocês só podem estar brincando comigo!“, esbravejou Naranjo. Ele ficou arrasado, não poderia suportar tanta traição. Resolveu deixar tudo para trás.


Foi para o canto das frutas frescas, onde sabia que lhe entenderiam. Lá todos tentaram acalmar Naranjo, e dizer a ele palavras reconfortantes. Mas a tristeza era muito grande.


E para surpresa de todos, quando a geladeira abriu, lá se foi Naranjo, rolando pela cozinha e chegando na sala. Lá ele afogou suas mágoas.


E lá ele apodreceu.

Comentários

Populares

Topo