Quadrinhos

Romanticamente Apocalíptico [01]

RA1

(clique na imagem para ampliá-la)

SNIPPY

Para qualquer um que encontrar este dente cartão de memória e as mensagens deixadas nele …

Meu nome é Charles Snippy e eu sou provavelmente o último ser humano são da Terra. Eu não sei se você vai entender esta mensagem. Eu não sei se você vai mesmo ser capaz de decodificar os uns e zeros neste cartão de memória. Não sei nem se a minha voz vai chegar a qualquer pessoa algum dia.

Não sei se as unidades microscópicas vão durar o suficiente, ou se as peças de plástico e de metal não vão desintegrar-se em pó através dos séculos que passarão, ou ainda se a carcaça de titânio que o protege vai permanecer no local ou se será consumida pelas mudanças no meio ambiente, se perdendo para sempre. E ainda assim eu tenho a esperança de que alguém vai encontrar a história da minha vida, provavelmente agora eu já terei morrido, mas talvez você possa aprender algo com essas informações ou talvez ser um pouco entretido com o conto da minha desgraça.

Se você ainda é humano, então esta será uma história sobre o colapso da civilização de seus antepassados ??através da ganância e arrogância. Se você é de alguma outra espécie, então essa é uma história sobre como a raça humana foi extinta através de nosso desrespeito pelo equilíbrio do eco-esfera planetária que nos deu a vida por meio da longa linha da evolução.

Continue lendo!

Toda a história da minha vida está guardada dentro dos limites deste cartão, sob a forma de registros diários a partir do dia em que o bot dental da Directorate abriu meu dente a força, empurrou o cartão, e, através de meus gritos de sofrimento, prometeu uma “RECUPERAÇÃO LEVEMENTE DOLOROSA”.

Eu fui narrando minha vida para mim mesmo como um exercício recomendado há muito tempo por um “psiquiatra online” como uma maneira de “manter a sanidade” em “situações muito estressantes”. Por que a sanidade precisa ser mantida, você pode perguntar?

Bem…
Minha sanidade é uma força que está em equilíbrio com uma reação igual e oposta: a loucura absoluta de meu único amigo. Esse amigo é, naturalmente, O Capitão. Quem é O Capitão? Deixe-me dizer-lhe tudo sobre O Capitão.

… Por onde começar?
Bem, esta manhã o Capitão descobriu um velho binóculo e dedicou toda a manhã para a “BELA ARTE DA OBSERVAÇÃO DAS MOÇAS”. Encontrar comida que não esteja vencida e nem seja radioativa? Não! Observar senhoras por horas a fio é definitivamente muito mais importante do que sobreviver! No começo eu tentei argumentar, mas quando o capitão me entregou uma pasta intitulada “AS REGRAS CAVALHEIRESCAS DE OBSERVAÇÃO” eu decidi lidar com a situação com sarcasmo.

Eu olhei dentro da pasta e, é claro, no interior foi colado um pedaço de papel com os seguintes passos:

PASSO I: VISTA SUA CAMISA BRANCA MAIS BONITA E UMAS CALÇOLAS
PASSO II. AQUISIÇÃO DO DISPOSITIVO BINOCULAR
PASSO III. LOCALIZAR OBJETIVOS DIGNOS DE OBSERVAÇÃO
Passo IV. OBSERVE
PASSO V. FAZER COMENTÁRIOS ELEGANTES SOBRE A DAMA DESEJADA
PASSO VI. EVITE DISTRAÇÕES INSOLENTES

Onde o Capitão mantém a antiga máquina de escrever que escreve apenas em letras maiúsculas rebuscadas, eu acho que nunca vou descobrir.

Depois de muitas horas vendo o Capitão falar com a senhora do outdoor, eu falei: “Você sabe que isso não é nem mesmo um ser humano real, né? Você está falando com um desenho. Ela não pode te responder.”

Para minha observação O Capitão respondeu: “HMM … ISSO RRREALMENTE É UM FATO INCÔMODO QUE REQUERRR UMA SOLUÇÃO. ELEMENTO HUUUMANO, VOCÊ DISSE? ISSO DEVE SER PRRROVIDENCIADO PARRRA JÁ!”

Depois disso, o DISPOSITIVO BINOCULAR virou-se lentamente 90 graus e parou apontando diretamente para mim. Eu me perguntei por quanto tempo O Capitão iria me olhar daquele jeito, e se essa situação representava uma melhoria em relação à situação anterior.

“SIM, SALABIM… IZTO VAI FUNCIONARRR…” foi a última coisa que ouvi antes de algo como um saco de batatas pesadas como pedras me bater na parte de trás da cabeça e tudo ficou escuro.

Eu acordei numa posição vertical terrivelmente desconfortável, amarrado ao outdoor. Metade da minha vista foi bloqueada por uma peruca rosa. O resto dela eram edifícios, nuvens de tempestade e o chão gelado lá embaixo.

“Ahhh, cara, sério?!” tossi, tentando tirar a peruca da minha cabeça.

Longe dali eu vi um brilho de um binóculo roxo. Eu ouvi O Capitão gritando algo para mim que soava como “IZTO É MELHORRR?”

“Maldito!” Eu xinguei baixinho, tentando com força fugir das minhas amarras, mas vamos apenas dizer que esta foi uma ideia terrível. Meu balançar não rompeu as cordas, mas sim causou a soltura do suporte enferrujado do outdoor. Em seguida, toda a estrutura começou a entrar em colapso. Com um barulho terrível, o outdoor, juntamente com a minha pessoa, destacou-se da estrutura metálica e despencou para baixo. Eu perdi a conta de quantas vezes cima se tornou baixo enquanto o outdoor capotou e caiu, virando, batendo em numerosas varandas, torcendo, apertando e perdendo pedaços irregulares de metal e plástico. Quarenta andares. Eu vi o chão se aproximando.

Como eu estava prestes a conhecer um final muito trágico com consequências de ossos quebrados e esmagamentos, o outdoor bateu em outro balcão e de repente virou plano, deslizando no ar. Não havia nenhum barulho de batidas, apenas o assobio do vento. Acho que o outdoor deve ter pego uma corrente ascendente de ar, transformando-o em uma pipa enorme. Eu vi o céu passando acima de mim por um momento, antes do outdoor bater no chão, se enterrando no gelo, cortando as cordas e atirando-me para um monte de neve. Fazendo um anjo de neve enquanto tentava me levantar, mas falhando miseravelmente devido à tontura, vi a figura do Capitão de pé na minha frente.

“NOVE PONTOS” ele falou.

“O que há de errado com você!?” Eu gritei “Por que você …?”

“VOCÊ PERRDEU UM PONTO PORR NÃO SORRIRR NO SEU SEXTO GIRRO” Capitão respondeu: “ATLETAS MAL-HUMORRADOS FICAM COM O SEGUNDO LUGARR, SABIA?!”

Eu não sabia se eu estrangulava o Capitão ou dava risada. Eu escolhi a segunda opção, porque … por que não? Em um mundo radioativo, onde você tem nada a perder ou a ganhar, onde sua casa geralmente não tem telhado, ser uma pipa humana é uma espécie de … talvez um pouquinho … divertido?

Moral do dia é que eu definitivamente aprendi a NÃO zombar das conversas do Capitão com objetos inanimados.

 

Agradecimentos:

Alexius, pela sua brilhante criação;
Aos apoiadores do Capinaremos, que atingiram a meta para o retorno do RA;
Eu, pela tradução do texto deste capítulo.

Comentários

Populares

Topo