Colunas

Eurekapina: ‘Poção’ do Amor Cientificamente Embasada

eurekapina_banner

Sim crianças! Friendzone nunca mais!

Abrindo a Eurekapina temos uma teoria de poção do amor porcamente cientificamente embasada pra te ajudar a conquistar o amor da sua vida (da maneira mais artificial, falsa, covarde e antiética possível)!

porção do amor

Tudo que vamos precisar pra nossa poçãozinha são de substâncias naturais como Dopamina, Adrenalina e Feromônios.

“Mas Takai, se eu dopa a mina ela vai é me odiar depois que acordar!”. Wait.. wait.. calm down fella… Não é pra botar rape drugs no copo da girl! Dopamina é o neurotransmissor associado principalmente ao prazer e ao bem estar, é liberado em situações agradáveis como uma comida gostosa (ambos sentidos), jogos, drogas, acessar o capinaremos.com são algumas situações que o cérebro libera dopamina.

 

Modo de Preparo:
Pegue a Dopamina, neurotransmissor do prazer, e misture bem com os SEUS Feromônios sexuais, seu cheiro quando acessa o xvideos, sua impressão digital de safadão através do suor, romantismo puro destilado pelas suas axilas!
Misture bem com movimentos lentos e circulares até atingir a homogeneidade e injete a mistura no córtex cerebral da pessoa. Teoricamente a pessoa irá associar você com prazer e bem estar e desejar seu corpo nu, teoricamente a pessoa já te ama!

“Porra Takai, você me fez comprar Adrenalina à toa e nem usou!”. Calm down fella… Adrenalina é o neurotransmissor liberado em momentos de grande stress para preparar seu corpo para alguma reação que garanta sua continuidade e assim superar de alguma forma o desafio enfrentado, posteriormente a isso ele se associa aos sentimentos de superação, poder e vitória. Acrescentando Adrenalina à poção a pessoa assimilará estar ao seu lado representa poder e que vale correr riscos pela recompensa de prazer e bem estar (tipo a bitch do crepúsculo atrás da fadinha vida loka e “perigosa”), chegando a fazer loucuras por esse amor artificial e descontrolado.

 

ATENÇÃO!
O Capinaremos e seus autores não se responsabilizam por eventuais mortes, danos cerebrais e eventuais traumas causados por enfiar uma agulho no córtex cerebral de qualquer um. Ingestão desregulada de dopamina pode causar transtornos neuropsiquiátricos como mal de parkinson e esquizofrenia.
Alem de ser contra indicado em casos de suspeita de dengue.
Ao persistirem os sintomas o médico deverá ser consultado.

 

E então pessoal? Gostaram da coluna? Ficou alguma duvida? Querem dar uma sugestão ou critica ou elogio? Entre em contato comigo! Me segue no Twitter @icarojapa ou me mande um e-mail [email protected]

Ícaro Takai é asiático semi-profissional, protótipo de engenheiro mecânico, viaja frequentemente pelas terras longínquas e desoladas das teorias nonsense, teorias de conspiração e cultura inútil/desnecessária.

Comentários

Populares

Topo