Colunas

Eurekapina: Os Botões de Napoleão

eurekapina

Meus amigos, primeiramente Takai precisa pedir perdão pelo vacilo. Queria estar postando hoje sobre os efeitos do amor no nosso corpo, mas o post tá pela metade ainda e apenas levemente verídico, mas Takai conseguiu um estágio e esta meio foda nessas duas ultimas semanas. Hoje vou contar mais uma estorinha pra vocês, aproveitando que a ultima teve um bom retorno em likes. BORA LÁ ENTÃO!

Hoje em dia todo mundo sabe que não se pode brincar com a mãe Rússia. Fato. Deal with it ISIS. Mas nem sempre isso esteve claro assim pras pessoas. Napoleão e Hitler foram os primeiros a aprender essa valiosa lição nessa escola chamada vida.

muslims-vow-to-invade-russia-ah-napoleon-go-lol

Talvez o fracasso de Napoleão seja o mais VERGONHOSO das histórias dos fracassos. Pode ter perdido a guerra, feito mó cagada, porque não se preocupou com uma coisa: a ciências dos materiais.

 


“Porra Takai, mas ciência dos materiais é uma matéria fodinha até hoje, imagina naquela época se os caras ligavam muito do material que iam fazer suas armas, da um desconto ai..” Wait.. Wait.. Calma,  respira, lê o título da coluna de novo, respira fundo de novo, é isso ai, o cara pode ter perdido a guerra por causa de botões. BOTÕES POARRA!

Mais especificamente, na época era muito comum o uso de botões de estanho. Pra ser mais exato era tão comum que os botões que fechavam todas as roupas do exercito francês eram de estanho. Desde os sobretudos dos oficiais até as calças e paletós dos soldados da infantaria.

What a Fuck Takai!?!? Como assim? This is real life? It’s just fantasy?” Calma, não se desespere! O reluzente estanho tem uma característica bem curiosa: ele se desintegra em baixas temperaturas. Vira pó. Some. Pluft….! Continua sendo estanho, apenas organizado numa estrutural molecular diferente.

Em junho de 1812, 600 mil FUCKING soldados de Napoleão marchavam para a Rússia. Em dezembro restavam menos de 10 mil soldados batendo em retirada da Rússia, a maioria sendo descrita como “uma multidão de fantasmas vestidos com roupa de mulher, retalhos de tapetes ou sobretudos queimados e esburacados”.

No inverno russo as temperaturas são em torno de 40 a 50 graus negativos. Os soldados tiveram que escolher entre morrer de frio e ganhar lesões de frio horríveis (pesquisem no google pq é feio) pra continuar com as armas em mãos ou soltar as armas e segurar as roupas!

E o pior, na época as pessoas já SABIAM que o estanho se comportava assim em baixas temperaturas! Mas sei la, vai que Napoleão matou essa aula por pensar que nunca ia usar isso na vida dele né? Por isso crianças é importante conhecer minimamente as diversas áreas do conhecimento, porque se um dia você precisar, vai poder pelo menos chamar alguém que manja pra te dar uma força.

 

 

Ícaro Takai é asiático semi-profissional, protótipo de engenheiro mecânico, viaja frequentemente pelas terras longínquas e desoladas das teorias nonsense, teorias de conspiração e cultura inútil/desnecessária.

Comentários

Populares

Topo