Hipertrofia muscular com base na teoria das microlesões:

capinafitness

Falaaaaa CapinaFitness, hoje falarei do processo da hipertrofia muscular, quais são as adaptações que ocorrem no músculo esquelético.

Bom, para sofrer adaptações primeiramente precisamos de um estresse mecânico, ou seja, um estresse na musculatura, gerar uma certa resistência que não estamos acostumados no dia a dia. Só assim proteínas sinalizadoras serão ativadas, ativando os genes e aumentando a síntese proteica (criação de novas proteínas).

Então de uma maneira mais simples:

Estresse Mecânico –> Proteínas Sinalizadoras –> Ativação de Genes –> Síntese Proteica.

Ok, entendemos que para gerar adaptações, precisamos criar um estresse muscular que não estamos acostumados, e agora para hipertrofiar com base nesse estímulo?

Bom, para promovermos estresse, precisamos treinar.. então o treino é o primeiro fator que irá gerar a hipertrofia, isso se o treino for um treino mesmo, não é só ir para a academia e fazer o que é gostoso. Após o treinamento ocorre as alterações locais (aumento da temperatura muscular, aumento da liberação de hormônios, etc) e lesões teciduais, após essas microlesões na musculatura, nosso corpo precisa fazer algo para reparar o tecido danificado e se houver uma boa nutrição, aumentar o tamanho.

Então, simplificando: Treinamento –> Alterações Locais e Lesões Teciduais (microlesões).

O processo de regeneração é feito a partir das lesões teciduais por macrófagos e neutrófilos (células imunes inflamatórias) e a ativação das células satélites (células tronco musculoesqueléticas), mas as alterações locais também são responsáveis pela ativação das células satélites.

Mais uma vez, de forma bem simples:

Treinamento –> Alterações Locais e Lesões Teciduais –> Macrófagos e neutrófilos –> Células satélites.

Após a ativação das células satélites, elas sofrem proliferação, originando novos mionúcleos, com essa origem a quantidade de estímulos anabólicos e síntese de proteínas será muito maior, com isso as miofibrilas (fibras musculares menores) das células sofrem espessamento e aumentam em número.

Lembrando que isso tudo acontece se houver uma dieta que ajude na hipertrofia… Então, retomando:

Treinamento –> Alterações Locais e Lesões Teciduais –> Macrófagos e neutrófilos –> Células satélites –>

Proliferação das Células Satélites –> Origem de novos Mionúcleos –> Hipertrofia Miofibrilar.

Referências Bibliográficas:

PRESTES, J. et al. Prescrição e Periodização do treinamento de força em academias. 2. ed – Barueri, SP. Manole, 2016.

 

Comentários

Populares

Topo