Colunas

Capina.mp3 #06 – Falsidade Ideológica

Olá, meus queridos e minhas queridas,
Eu sei que eu disse que tinha voltado pra ficar. Desculpem-me mais uma vez. Mas como vocês devem saber, não tá fácil pra nobody. Mas agora eu vou voltar, só que vamos ter que remarcar nossas conversas. A partir de hoje, esta coluna maravilhouser vai sair uma vez por mês, sempre no terceiro domingo no mês. Sim, é triste, mas é o que eu tô podendo fazer agora 🙁 Mas vamos aos finalmente!

Neste mês de Abril nossa dica de banda vem diretamente do CAPINAREMOS 2.0, aquele grupo maravilhoso que temos no Facebook. Se você ainda não entrou, sugiro entrar o mais rápido possível. Falaremos hoje da banda Falsidade Ideológica.

Vamos lá! Eu me interessei por essa banda porque o vocalista postou um vídeo dele no nosso queridíssimo CapinaGrupo.

História

A Falsidade Ideológica é uma banda que mistura referências de rock, reggae e rap, criada na cidade de Jandaia do Sul, no Paraná. A banda surgiu quando o vocalista Higor Craco e o contra-baixista Lucas Neca decidiram criar uma banda, após irem a um festival alternativo.
Esses dois caras aí tocavam na igreja local e, por razões óbvias, chamaram outros dois músicos da igreja para tocar com eles. Porém, essa parceria durou pouco. Os outros dois músicos quiseram sair da banda, após uma audição para um festival. Não gostaram da ideia e tiveram que escolher entre a igreja e a banda. A banda se separou, Higor e Lucas vazaram da igreja e os outros dois membros seguiram.
Depois de um tempo sem atividades, pela falta de integrantes. Jandaia do Sul é uma cidade pequena (com cerca de 20283 habitantes, segundo o último Censo), o que tornava difícil a tarefa de achar um guitarrista e um baterista. Quando os amigos estavam desistindo da ideia da banda, eles foram a uma escola de música e encontraram Alan Lemes, conhecido de vista pelos dois.
Alan foi integrado a banda, e logo depois eles conheceram um cara chamado Mateus Ferreira, guitarrista, que logo entrou na banda também. A banda estava de pé mais uma vez. Entretanto, algum tempo depois, Mateus pediu pra sair por motivos pessoais. Momento bad pra eles.
Mas Alan, o baterista, conhecia um outro guitarrista, Lucas Arruda. Lucas nunca tivera tocado em uma banda e tinha uma pegada mais heavy metal e não estava muito familiarizado com o estilo da Falsidade Ideológica, mas com o tempo ele se familiarizou e ainda trouxe um pouco de seus riffs e batidas mais pesadas para as músicas autorais da banda.
Hoje, a banda toca principalmente covers de músicas nacionais e músicas de composição própria.

Influências:

Você nota que eles toca algo em torno do Skate Punk, um Reggae Rock ou um Rap Rock, como o Charlie Brown Jr. Mas quem melhor para dizer as influências deles do que eles mesmos, não é mesmo? A própria banda afirma que tem como influência bandas como Legião Urbana, O Rappa e Charlie Brown Jr. Galera 100% BRHuehuehue.

Minha opinião sobre:

Essa vertente do rock estava bem em alta nos últimos anos devido à influência e polarização exercida por parte do Charlie Brown Jr. Com a morte do Chorão, ouve uma explosão de fãs dessa vertente, buscas e mais buscas por músicas e bandas que lembravam a falecida banda do falecido cantor. Mas a morte chega pra todos (não é mesmo, Chorão e Champignon?). O gênero vem caindo. Não de qualidade, vocês vão ver abaixo que as músicas são de qualidade elevadíssima e de muito bom gosto. O gênero vem caindo pelo simples fato de que os fãs modinhas estão esquecendo o gênero. Mas sempre tem uma galera nova surgindo pra ouvir o som dos caras. É o que todo mundo diz, é o som perfeito para prática de esportes radicais.
Quanto ao som da banda, especificamente, eu gostei bastante. “Mas ora bolas, Pedro, você gosta de todas as bandas que você posta aqui”. Mas é claro, jamanta, se eu não gostasse não teria postado. É bom ver que nosso país não está morto de música boa. É bom ver uma galera com um som consistente e “de responda”.

Músicas que você precisa ouvir:

  1. Caminho do Sol

2.   Tem Alguém Aí?

3.   Desespero

Avaliação:

4 WORM ASSASSINADOS DE 5 ANTES VIVOS

Onde encontrar mais sobre:

Eles tem um site próprio, uma FanPage no Facebook e um canal no YouTube.

 

É isso, meu povo. Lembrem-se sempre da nova frequência de posts. A rua é nóis!

Valeu Falou

Por Pedro Henrique. 20 anos. Goiano de Goiânia. Futuro Engenheiro Civil e baterista de uma banda de rockdesconhecida. Curte músicas que vão do pop rock mais leve ao heavy metal mais pesado. Só não é mais nerd por falta de dinheiro. Odeia escrever em terceira pessoa.

Comentários

Populares

Topo