Romanticamente Apocalíptico

Romanticamente Apocalíptico [72]

RA72G

ENGIE

A convocação do Capitão tinha selado o meu destino.

Senti um frio na barriga. Outra coisa estava a caminho, novamente despertada pela presença do capitão. Algo pior do que os barulhos que o Câncer fazia. O som que lembrava tiros de um canhão.

Seja quem fosse esse Câncer monstruoso, não gostava de mim, e acabou denunciando minha presença a ANNIE, o que a trouxe direto para mim.

… E sucedeu que, no dia seguinte, que Máquina Divina veio pra cima de mim e ela queria vingança.

Ela estava on-line, o bombardeio termonuclear no banco de dados dela não conseguiu derrubá-la.

Ela ainda estava viva, depois de todos esses anos.

O explosivo da máquina caçadora tinha chamado a atenção dela, para minha localização.

Agora eu estava entre duas feras, que queriam meu sangue.

Que diabos é Protocolo 1-1-3?

Memórias de códigos de armas da Directorate vieram a minha mente, como um veneno doloroso.

Seria assim?

Então … assim foi como eu morreria.

Annie me garantiu que não iria poupar esforços para me esmagar como um inseto, e agora ela sabia exatamente onde eu estava.

Quanto tempo eu teria até o protocolo fosse ativado?

Comecei a contar os meus últimos segundos.

AGRADECIMENTOS:

Alexius, pela sua brilhante criação;
Aos apoiadores do Capinaremos, que atingiram a meta para o retorno do RA;
Eu, pela tradução do texto deste capítulo.

Comentários

Populares

Topo