CapinaGames

Review: No Man’s Sky – Eu não cheguei ao centro da galáxia

Ninguém sabia exatamente o que esperar, mas a espera estava insuportável. Quando finalmente No Man’s Sky, da Hello Games,  foi lançado no dia 9 de agosto e começamos nossa corrida ao centro da galáxia, uma série de polêmicas e frustrações  seguiram o jogo. O lançamento para PC alguns dias depois foi ainda pior. O número de bugs e erros lembrou o fatídico lançamento de Arkham Knight.

eden 4

Indo pro sambódromo

Mas essa review não é sobre isso. E mesmo que fosse, da minha parte a frustração simplesmente não existiu. Eu sabia desde o começo o que esperar do jogo e o que não esperar. Fiquei surpreso com o que as pessoas achavam que o jogo disponibilizaria e que sequer estavam em qualquer entrevista do criador Sean Murray.

Afinal, o jogo vale a pena? Te dizemos na review:

BANNER

Promessas não cumpridas

14138089_10210341840652821_8771914920370874100_o (1)

Quem precisa de amigos quando se tem essas belíssimas criaturas para interagir, vulgo matar

E como não poderia deixar de ser, o multiplayer foi a maior crítica. Não sabemos o que ocorreu: se foi um erro de RP, uma decisão posterior do estúdio ou mesmo o mau-caratismo da produtora (o que duvido muito, já que não vejo motivo para alguém se auto-destruir de tal forma).

Há bem da verdade, não vejo espaço para multiplayer em NMS. O jogo foi desenhado para que uma pessoa, sozinha, experimente a melancolia e a solidão de explorar um universo onde ela é o único ser realmente ciente. A trilha sonora e as imagens com cores pálidas ou vibrantes, digna dos clássicos sci-fi aumentam essa sensação e esse sentimento de melancolia.

13938313_10210238008657086_7164800813342512010_o

Bora aprender a falar a palavra “korvax” em Korvax

As demais promessas apresentadas por Murray e que não chegaram ao corte final são explicados de forma muito simples. A maior parte delas vai ser adicionada posteriormente em conteúdo DLC gratuito e pago. O primeiro corte serviu para colocar o jogo nas ruas e corrigir os problemas técnicos mais graves.

O explorador solitário

14102876_10210341839852801_4256014228054868120_o

Fusquinha01 já foi trocado, infelizmente

Como experiência,  No Man’s Sky é imbatível. Todos os problemas já relatados se tornam insignificantes quando você desbrava o espaço pela primeira vez. Do momento em que você acorda, no meio do nada, em um planeta completamente novo e nunca antes visto por ninguém, ao primeiro encontro com uma criatura, o senso de descoberta e a realização se tornam uma companheira de viagem.

A excitação de sobrevoar e encontrar uma nave caída e perceber que você pode consertá-la e sair voando ou o momento em que você desbrava um mar ou uma caverna pela primeira vez. São mais de 50 horas de jogo em que eu ainda fico embasbacado ao olhar o horizonte.

13938084_10210279180006344_4783430712919254721_o

A trilha sonora é outro elemento que complementa a experiência. Os acordes melancólicos que se contrastam com a agitação de um confronto frenético com os sentinelas (indicado pela mudança no compasso da bateria) e a tristeza quando notamos que algumas dessas trilhas provavelmente não ouviremos de novo.

Não importa se o planeta é árido ou tem florestas intermináveis, se tem animais pacíficos ou carnívoros impiedosos. Toda exploração traz surpresas e que nos fazem ficar cada vez mais longe e sem vontade de chegar ao Centro da Galáxia.

14138260_10210341839252786_7294442063255417478_o

Comentários

Populares

Topo