Romanticamente Apocalíptico

Romanticamente Apocalíptico [119]

ra119g

Como meu corpo caiu através da atmosfera, senti o formigamento do lenço em meu pescoço.
Foi ele que me manteve vivo? Será que ele ainda precisa de mim?
“Por que você não se transforma em um pára-quedas? Ou fazer crescer asas em mim?” Implorei a Biomatrix enquanto caímos cada vez mais.

“Não temos material suficiente”, foi a resposta.
“Alguns de seus órgãos terão de ser aproveitado para este procedimento.”

“Você não pode fazer sem o aproveitamento de órgãos?”

“Não”, foi sua resposta inicial, em seguida, ele continuou:
“Velocidade terminal vai prejudicar seu corpo por si só.
Probabilidade indica um pouso na neve. Dobre os joelhos.
Se for um pouso em concreto ou pedra, seu corpo vai se espatifar e quebrar, espalhando os órgãos menores.
Em caso de tal ocorrido, infelizmente, teremos plenos direitos para reconstruir sua concha, como vemos em forma, aumentando a eficiência de 200%.
Você pode usar um outro conjunto de braços, você sabe.”

“E se eu não quiser braços extras?”

“É uma pena.”

Como teria chance, eu aterrissei em algo.
Algo que parecia muito com… o Capitão.

AGRADECIMENTOS:

Alexius, pela sua brilhante criação;
Aos apoiadores do Capinaremos, que atingiram a meta para o retorno do RA;
Eu, pela tradução do texto deste capítulo.

Comentários

Populares

Topo