Capina Meme Factory

Retrospectiva memes 2018: o ano da reviravolta.

E sobrevivemos.

2018 foi um ano daqueles, teve um pouco de tudo: brigas, tretas, raivas, argumentações, textões, previsões erradas, surpresas, tristezas, desilusões… Mas, como sempre, tivemos eles, os memes, que nos ajudam a passar por isso tudo rindo de nossa própria desgraça!

Esse post é para manter a tradição de retrospectivas aqui no blog, já fizemos a de 2017, 2016 e de 2015. 🙂

Neste ano seguimos na luta aqui na CapinaCorp, com posts diários aqui no blog, com memes diários lá no Facebook graças ao povo da Capina Meme Factory (que também vão pro nosso Instagram), com centenas de posts diários da galera no Capinaremos 2.0 e com minhas inúmeras tretas no Twitter.

De novidade, tivemos uma ação bem legal no Teleton, onde conseguimos uma doação de 157 mil reais através da ajuda da comunidade, e o surgimento do Ancapinaremos (Página e Grupo), um “braço político e filosófico” da CapinaCorp, focado principalmente para discussões a respeito do liberalismo/libertarianismo e, porque não, do nosso bom e velho Ancapistão.

Tivemos alguns “eventos macro” no ano, como a prisão do ex-Presidente Lula, a Copa do Mundo da Rússia e as Eleições, esses eventos renderam sim muitos e bons memes, mas nem só de eventos grandes vivem o homem.

Então, sem mais delongas, vamos aos memes de 2018:

Janeiro:

Começamos com um meme bem leve sobre tiros.

Perguntamos do que era o salgado:

Teve esse cara bizarro que nos mostrou o caminho: Knuckles de Uganda.

Fevereiro:

Zoamos os amigos gados e seus webnamoros.

Mentes foram trocadas com cafézinho.

Março:

Deram conselhos para princesas levantarem a cabeça em março.

Abril:

Pabllo Vittar foi longe demais em abril.

Irmão, você tem que entender que Akon virou meme dando conselhos também.

Maio:

Teve greve dos caminhoneiros que parou o país e teve meme sobre isso também.

Junho:

A beleza egocêntrica de Cristiano Ronaldo e a fome de seu filho viraram meme em junho.

Neymar caindo e rolando na Copa foi destaque em junho.

Quantos dols custou seu outfit?

Julho:

Na Copa tivemos memes com o Canarinho Pistola e com o Feiticeiro Russo:

O bruxo apareceu no final da Copa da Rússia e reacendeu sua fama de rolezeiro aleatório:

A gema encontrou o ovo e a vergonha alheia virou meme.

Trabalhamos bastante para comprar coisas, ou não.

Dançamos junto com esse sorridente triangulo.

Boliña de gorfe:

Agosto:

Um sagaz garotinho tentou dar o ‘golpe do bilete‘ na mãe e viralizou.

As fake news também viraram meme em agosto.

Esse bebê bizarro comendo açúcar me deu medo.

Setembro:

Cabo Daciolo e suas revelações também viraram memes durante as campanhas eleitorais.

As promessas meio ambiciosas de Ciro Gomes também viraram memes.

Memes da cavera viraram meme? Vou ver e te aviso.

Outubro:

Usaram a pobre da Barbie para repetir frases usadas nas campanhas eleitorais.

Memes da Nova Era ficaram famosos em outubro, está com medo, saudosista safado?

Padrões foram quebrados:

Viramos NPC’s?

Novembro:

Bolsonaro batendo continência para os americanos virou meme em novembro.

Combo: Memes do pai da computação (ateu e homossexual) Alan Turing e a questão da gíria gay do ENEM.

Stickers do Zao, como o Mario Goatse virou meme também:

Tivemos uma briga gigantesca e muitos memes com bicicleteiros em novembro:

O Pikachu Chocado também virou meme:

Dezembro:

Combo: Treta do American Chopper meme com memes do Bird Box.

Amoedo memes estão pela rede.

Ariel Barbeiro blindou muitos cabelos e virou meme em dezembro.

Comi o cu de quem tá lendo até aqui, abraços!

Comentários

Populares

Topo