Liberdade

Notícias “boas” de 2018? Não tenho tanta certeza.

Achei esses desenhos com a definição “cartunistas resolvem ilustrar boas notícias de 2018”.

A grande maioria delas são leis proibindo coisas.

Sim, algumas coisas não deveriam ser feitas, mas só porque algo não deva ser feito, isso não significa que isso deva virar uma lei.

Leis cerceiam nossa liberdade, algumas podem parecer “justas”, mas quem decide o que é justo ou não?

Vou deixar breves comentários em algumas ilustrações relatando isso:

Bem bacana doar sobras de comida, né? Um detalhe é que uma lei anterior a essa PROIBIA essa doação, ou obrigava o estabelecimento a se responsabilizar caso a pessoa tivesse algum problema relacionado com a comida.

Outra questão: Ou você doa ou é MULTADO? Então você é obrigado a doar! Caridade forçada não é caridade.

Esse é lindo.

Lindo também, né? Mas isso será pago com o dinheiro dos impostos de vários trabalhadores chineses que estão em condições piores do que os pandas gigantes gordões. A vida de um panda gigante é mais importante que a de um chinês?

Maravilhoso!

Impressionante como coisas simples ainda são consideradas vitórias em alguns locais do mundo. De qualquer forma, achei digno!

Eu quero crer que ninguém mata cães para comer por prazer ou gostar da carne canina, seria mais uma questão “ou é isso, ou morro de fome”. Enfim, temos uma relação com cães que asiáticos não necessariamente tem, não me parece correto impor a relação cultural que temos com animais aqui no “Ocidente” em todo mundo, seria como obrigar indianos a comer vacas.

Certo, muitos desses animais sofrem bastante para aprender seus “truques”. Outros são tratados como princesas… Enfim, liberdade cerceada em prol do bem estar animal, você achar correto ou não depende, mais uma vez, de como você considera sua relação com os animais em geral. Você quer que um leão não faça truques, mas come frango?

Legal, higiene básica é muito importante, principalmente para quem não tem muita renda para gastar nesses itens. Porém, é sempre bom lembrar que não existem “produtos sanitários gratuitos”, são pagos com impostos dos demais escoceses, talvez alguns deles inclusive deixem de comprar produtos sanitários por causa desses impostos.

Ok, temos espaço para hospitais e clinicas veterinárias, mas esse hospital é público e bancado com os impostos dos indianos? Ele é melhor que os hospitais para crianças indianas?

Lindo, energia renovável é necessária.

Maravilhoso, precisamos quebrar as patentes disso para que possamos criar casa com bom custo/benefício para quem mais precisa delas.

Amém!

Certo, e o couro de boi? Veja, eu não quero mais proibição, só acho esse tipo de lei hipócrita.

Boa!

Que lindo, quebrando mercados através de aumento de impostos! Se o fato acontecesse apenas por educação do consumidor, seria lindo, mas provavelmente o preço alto do produto teve um papel mais importante nisso.

A social-democracia sueca agradece, senhor Ingvar. Deus sabe como é pesado manter esse sistema funcionando sem sua geração de renda capitalista malvada.

Teve dedo do Donald Trump nisso ai.

Espero que, com o maior conhecimento populacional, mais pessoas percebam que suas liberdades estão sendo cerceadas.

E então o que? Não testa mais? Lança sem testes? Testa em humanos? Com certeza isso torna todos produtos de beleza ou mais caros, ou presos em tecnologias já testadas. Ou ainda, leva os laboratórios para outros lugares onde continuarão a testar em animais.

Abelhas são importantes para o meio ambiente e os pesticidas também são importantes para a alimentação mundial, espero que ainda existam pesticidas que possam substituir esses 5 que foram banidos com a mesma eficiência.

Quanto menos liberdade e mais regulações, mais difícil é a vida e a geração de riquezas. E sem a geração de riquezas não há impostos, sem impostos não há bem estar social e serviços públicos.

Por isso crises acontecem.

Comentários

Populares

Topo