Colunas

Mitologia Indígena – Tau e Kerana #1

EEEAAAEE FILHOS DE NHANDEJARA! TUDO BOM COM VOCÊS?

Quem acompanhou os posts no grupo do Facebook, Capinaremos 2.0, já conhece um pouco (bem pouco) sobre algumas lendas indígenas (sobretudo guaranis) e agora, para a infelicidade de vocês, eu tenho esse espaço no blog pra contar essas histórias que nenhum de vocês se interessam. Problema de vocês, pois eu me interesso e é bem foda!

E hoje, senhoras e senhores, iremos falar sobre Tau e Kerana e um de seus filhos. Eles tiveram 7, já falei de um deles aqui.

Imagem relacionada

Foto tirada de Kerana em 325 A.C

Mas quem são esses retardados que resolveram que seria uma boa ideia ter 7 filhos? SENTA AÍ QUE EU VOU CONTAR.

Tau era o mau, o próprio mau, o espirito maligno, o sete pele, o mochila de criança…. E Kerana, bem, Kerana era uma índia Guarani filha de um índio fodão (Mangaratu), um dos líderes Guarani.

Tau era apaixonado por ela e um certo dia assumiu uma forma humana e seduziu Kerana por 7 dias, porém o Angatupyry (o espirito do bem), o enfrentou. Eles travaram uma dura batalha que durou 7 dias e 7 noites, no oitavo dia Tau fugiu (ou foi exilado) levando Kerana consigo.

Angatupyry ficou pistola da vida e amaldiçoou o casal. Eles tiveram 7 filhos, que ficaram conhecidos como os 7 monstros lendários:

Teju Jagua – Espirito da caverna e das frutas
Mboi Tu’i – Espirito das águas e todos os serem que vivem nela
Moñai – Espirito dos campos abertos
Jaci Jaterê – Deus da soneca pós almoço (sério), o único que não se parece com um monstro
Kurupi – Espirito da sexualidade e fertilidade
Ao Ao – Espirito dos montes e montanhas
Luison – Espirito da morte

E HOJE VAMOS FALAR DO AO AO

Resultado de imagem para tau e kerana

Esse desgraçado é descrito como um carneiro portando um par de presas afiadas, mas ou nossos índios não sabem descrever muito bem as coisas ou nossos retratistas não seguem muito ao pé da letra o que os índios falam. De qualquer forma eu achei esse retrato de Ao Ao como um javali do mau muito louco.

Apesar da aparência importar bastante, nesse caso o mais importante é o que esse filho do mal faz e porque ele tem esse nome fofo.  Bem, eu nunca corri de um desses, mas quem já se encontrou com um afirma categoricamente que o nome Ao Ao é em alusão ao som que essa besta faz ao perseguir a sua presa.

Também dizem que ele é incansável e vai perseguir qualquer um até pega-lo, mesmo que você suba em uma árvore, ele irá cavar as raízes da árvore até derrubá-la. A única forma de escapar seria escalando uma palmeira. Aparentemente ele não gosta de derrubar palmeiras, então se você subir em uma ele vai desistir de te perseguir.

Não bastasse isso, ele é, frequentemente descrito como canibal. Sim, canibal, pois sua mãe é humana, então ele é meio humano, ao menos de sangue. E um dos pratos preferidos desse filho do demônio é criança desobediente, que seu irmão Jaci Jaterê tinha o prazer de capturar e trazer para ele devorar.

Comentários

Populares

Topo