Liberdade

Homeschooling: muito mais do que um método de ensino

 

O homeschooling, ou ensino doméstico, é a prática onde os pais educam o filho em casa, sem frequência escolar. A prática foi proibida pelo STF no ano passado, apesar de não ser regulamentada ou citada pela constituição.

O tema veio à tona nos últimos dias através da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos do governo Bolsonaro, e que, se dizendo a favor do ensino domiciliar, alegou em entrevista: “O que pretendemos é dar uma oportunidade para que a família escolha a opção que achar mais conveniente para os filhos. Ninguém vai obrigar as crianças a deixar as escolas. Simplesmente vamos atender aos anseios de milhares de pessoas que preferem essa modalidade de ensino e que, hoje, não têm respaldo legal para isso”.

Dessa forma, o tema virou uma enorme polêmica, principalmente pela fala ter vindo de quem veio. Grande parte das declarações negativas se devem à uma comoção natural, uma aversão à qualquer declaração e decisão que venha do governo atual. Porém, alguns mitos foram criados e hoje é dia de derrubá-los. Vetar e proibir o homeschooling é sim um retrocesso na liberdade de escolha.

Continue lendo o texto n’A Dissidência.

>>> Siga A Dissidência no Twitter, no Instagram e no Facebook

Comentários

Populares

Topo