Conspiraremos

As Teorias por trás de Pac-Man

Boa tarde leitores sedentos por teorias da conspiração!

Você já parou para filosofar sobre este jogo clássico de video game? Bem, muita gente já. E é sobre essas teorias semeadas na rede que vamos falar hoje. Coletamos algumas das mais mirabolantes para fazer um ´boom´ de informação na sua mente; não quer dizer que seja verdade, mas, e se for?

Sem qualquer sombra de dúvida que Pac-Man foi um dos jogos mais emblemáticos de video game dos anos 80 e marcou tanto aquela saudosa época como as futuras. O personagem carismático era apenas uma bolinha amarela com olhos e boca na primeira versão e logo ganhou braços e pernas no desenho animado feito pela Hanna-Barbera. Mas não devemos esquecer de Tōru Iwatani que, após ver sua pizza faltando uma fatia, criou tanto o personagem como o jogo.

 

Precursor dos jogos sem fim

Para alguns este jogo é visto como o primeiro do sub-gênero “survival horror” (ou horror de sobrevivência). Muito antes do clássico Resident Evil aparecer na sua extinta locadora, a Namco já tinha criado um labirinto escuro aonde o jogador tinha que escapar de fantasmas para sobreviver.

O principal objetivo desse tipos de jogos é aguentar o máximo de tempo possível esquivando-se de zumbis e outros monstros. Os jogos de hoje têm fim, Pac-Man não! Para tornar a história ainda mais estranha, tinha gente que ficava jogando horas e horas (já houve recordes de pessoas jogando mais de 24 horas seguidas). A intenção era poder colocar o nome em primeiro lugar no arcade.

Um labirinto sem saída

Os fãs da Netflix já devem ter assistido a um episódio em particular de Black Mirror que fala sobre Pac-Man; uma analogia entre os dias de hoje é feita com o jogo de Iwatani ao afirmar que PAC é a abreviação para Program and Control (Programar e controlar) e que os jogadores pensam ter liberdade de pensamento mas na verdade estão presos num determinado espaço, fadados a consumir cada vez mais e de forma compulsória. Quando eles conseguem encontrar uma saída são jogados de volta ao labirinto.

O que serão os fantasmas nessa teoria? Para mim são o imposto de renda e as contas de luz e água; tento me esconder o máximo possível mas eles sempre me encontram no final.

A Terra é plana!

Agora você deve estar pensando que eu estou indo longe demais com este artigo, mas os terraplanistas, de fato, utilizaram Pac-Man para explicar porque não é possível cair das bordas da terra num evento que aconteceu em 2018 na Inglaterra. Será que a Namco já sabia de tudo e quis nos passar a mensagem através de um jogo?

De acordo com os integrantes desta crença, quando um avião, ou qualquer matéria, passa o limite da Terra, ele é transportado ´automágicamente´ para o outro lado do nosso planeta azul; assim como o Tōru Iwatani profetizou.

Ao menos, em nenhum momento essas teorias colhidas da internet falam sobre os Illuminatis, que são citados em mais da metade das teorias da conspiração. E você achava que ia encontrar respostas neste artigo? A função desta coluna do Capinaremos é confundir os leitores com informações poucos confiáveis e divertir sempre que possível.

 

Por que os emojis são amarelos?

Uma pergunta que ainda não foi explicada pela humanidade: Por que os emojis não são azuis, verdes ou vermelhos?

A verdade está escancarada para quem quiser ver. Pac-Man conseguiu escapar dos 8-bits que nos protegia do seu mundo e, com o advento da tecnologia, multiplicou-se em todos os aparelhos eletrônicos possíveis. Ou será que é ele quem está do outro lado do joystick controlando as nossas vidas?

Temos todo o respeito por qualquer coisa criada nos anos 80 porque achamos que foi uma época incrível e não tivemos a intenção de ofender um dos personagens mais influentes da história do video game; tão influente que conseguiu penetrar nos nossos celulares disfarçado de emoji.

Todos os dias vemos, utilizamos e enviamos este ser digital para os nossos amigos e seres mais queridos; para expressar com uma pequena imagem o que levaríamos várias palavras para exprimir… Longa vida a Pac-Man!

Comentários

Populares

Topo